Tag: organização

Organização após a maternidade

Esse é um assunto que eu não imaginava colocar tão cedo no canal, mas tive a sorte de conhecer uma pessoa que tem dicas incríveis! A Larissa Sampaio é uma youtuber de Brasília que adora conversar sobre maternidade e a rotina com o Davi, de dois anos. Ela falou sobre a organização da rotina pessoal e da casa depois que virou mãe, e mostrou o que leva na mochila para sair com o Davi. Vocês vão adorar esse papo!

Nós gravamos um vídeo para o canal da Larissa falando um pouco sobre as nossas experiências com a redução do consumo. Descobri que somos muito parecidas nesse aspecto e gostamos de simplificar a vida, mas sem exageros. A Larissa fez um destralhe completo em poucos dias, o que deixou a vida dela muito mais leve! Gostei muito de conhecer essa história, acho que vocês vão gostar também 🙂

Beijos!

Lavanderia organizada

Uma lavanderia organizada ajuda muito na rotina de quem não tem muito tempo para manter as roupas em dia, como eu! Gosto de ter um espaço limpo e livre de tralhas na minha área de serviço, um canto da casa que não costuma receber tanta atenção.

Quando todos os itens de lavanderia têm lugar certo para ficar, não perco tempo procurando os produtos e consigo controlar a bagunça. A minha cozinha é do tipo corredor e optei por integrar a lavanderia, por isso não coloquei nenhum tipo de divisória entre os dois ambientes. Ou seja: qualquer bagunça na lavanderia invade a cozinha, e vice-versa.

Tenho só um armário para guardar todos os produtos de limpeza, panos de chão, esponjas, etc. A solução que encontrei foi guardar itens que uso pouco em uma caixa de plástico transparente (assim não esqueço o que tem dentro). Uso também uma caixa sem tampa para guardar os sacos de lixo. Como não tenho espaço para guardar vassoura, rodo e tábua de passar, prendi atrás da porta da cozinha um organizador com ganchos. Tudo fica suspenso do chão e escondido atrás da porta 🙂

Separei alguns itens de organização parecidos com os que uso na minha área de serviço e ajudam demais na organização. Todos são do site da Leroy Merlin.

lavanderia

E a roupa suja, onde fica? Tenho um cesto de tecido que ficou na área de serviço por algumas semanas, logo que nos mudamos. Não me adaptei com ele ali porque ocupava muito espaço e a minha cozinha/área é estreita, estilo corredor. Coloquei o cesto no segundo quarto da casa e por enquanto ele está lá! Gostei desses modelos de cesto também da Leroy:

lavanderia

Quer mais dicas sobre lavanderia? Quando o canal no Youtube completou 10 mil inscritos, fiz uma Maratona de Ajuda na Organização tirando dúvidas enviadas por e-mails. Uma delas era justamente sobre a lavanderia: a leitora queria dar um jeito na área de serviço, mas não sabia bem como organizar. Dei algumas dicas e surgiram ótimas ideias nos comentários! Pode ser que você tire alguma inspiração de lá 🙂 Dá uma olhada na história da leitora:

Beijos!

Sala de jantar organizada

Vocês viram o tour pela sala que eu gravei? Foi em julho e ela continua exatamente do mesmo jeito, ainda bem simples e com poucos móveis. Temos basicamente sofá, rack, mesa, cadeiras, e alguns poucos itens de decoração. Estou guardando várias fotos de inspiração porque quero fazer uma decoração legal na sala! Pretendo juntar o dinheiro para colocar um revestimento diferente em uma das paredes e comprar ou mandar fazer um buffet.

Já posicionei a mesa e o lustre de uma forma que sobrasse espaço para um móvel na parede da porta de entrada. Quero ter um buffet para guardar taças e louças de servir. Ele também vai ser o nosso bar e o cantinho da cafeteira. Vai ser especialmente útil como apoio para comidas e bebidas quando eu receber visitas. Em vez de servir tudo na mesa, que não é muito grande, eu posso dispôr as travessas no buffet e cada um se serve. Fazia isso na casa dos meus pais e facilita muito a vida! Se for uma noite de petiscos, posso usar todo o buffet como apoio para bebidas, copos e guardanapos. De todo jeito, é um móvel importante para a sala!

Penso em mandar fazer um modelo bem reto, sem puxadores, e que fique preso à parede (sem pés). Mas ainda estou na dúvida! Não fiz nenhum orçamento, quero definir o desenho antes de ir atrás disso. Juntei as imagens que estou guardando de referência com outras tiradas do perfil da Mobly no Pinterest. Gosto muito de seguir o perfil deles, sempre encontro boas ideias. E se você ainda não me acompanha no Pinterest, entra lá! Compartilho várias fotos lindas de decoração, receitas, festas e organização.

8fa35966c55e9fa105320f188e3ea50d

e5e8d9054db512d033dfbc6f415e482c 2ec6e337afe584604fb754b0d223e174 1cd31051a3adc5a6121778f4466f4ede

4df34498f6d2280654048496e96fff06

bece514674e28132d324c6b8e1e5b3fd

O preferido para a minha sala de jantar é o azul da penúltima foto. Ele é preso na parede e não tem pés, o que facilita muito a limpeza. Não precisa ficar arrastando na hora de passar vassoura e pano. Por outro lado, eu perderia um pouco de espaço porque ele é menor que os outros. Estou na maior dúvida, mas aviso vocês quando decidir 🙂

Beijos!

Organização de esmaltes

Eu estou sempre em busca de maneiras mais interessantes de organizar os meus pertences, mas tem uma categoria que demorou muito para entrar na linha: esmaltes e acessórios de unhas. Costumava acumular muitos esmaltes, lixas, alicates e tudo que pudesse ser usado para fazer as unhas. É claro que virava uma bagunça!

Depois que comecei a fazer as unhas sempre em casa, precisei organizar melhor esse setor. Reduzi a quantidade de esmaltes e fiquei só com as cores preferidas. Tentei deixar tudo arrumado em uma gaveta, depois uma cestinha, mas achava que eles ainda estavam ocupando muito espaço. Aproveitei uma nécessaire de viagem que estava encostada e arrumei os acessórios por lá. Gostei muito do resultado e pensei que algumas de vocês podem ter o mesmo problema que eu! Afinal, como organizar esmaltes?

Pesquisei algumas opções para resolver esse problema de organização. A escolha do modelo vai depender basicamente da quantidade de esmaltes. Se você é como eu e tem menos de 10 vidrinhos, consegue guardar tudo em uma bolsinha ou em potes de vidro/porcelana/plástico.

Quem tem uma coleção um pouco maior por organizar os esmaltes em maletas ou caixas. Adoro as forradas com tecido! Mas se você é um pouco exagerada no quesito unhas, pode optar por caixas com divisórias ou organizadores de acrílicos. Assim, todos os vidros ficam expostos e você encontra fácil a cor eleita para a semana. Separei algumas ideias de organizadores para esmaltes:

organização

E você não precisa gastar horrores para ter um organizador interessante. Pode pintar ou forrar uma caixa de MDF ou aproveitar uma nécessaire antiga (como eu fiz). Se você quiser comprar, vou dar uma dica: o site Elo7 tem produtos lindos de vários artesãos. Comprei alguns itens por lá para o casamento e deu tudo certo! O legal é que você compra diretamente de quem faz o artesanato, e não de uma grande rede de lojas. Lá tem de tudo, é só procurar!

As outras imagens eu encontrei nos sites Meu Móvel de Madeira e Casa Que Tem.

Aproveitando uma ideia que surgiu nos comentários, gravei um vídeo mostrando a minha bolsinha de esmaltes 🙂

Beijos!

 

Agora vai! | Destralhando o guarda-roupa

Parei para arrumar meu guarda-roupa nesses primeiros dias do ano, mas não consegui tirar absolutamente nada. Nenhuma peça de roupa ou sapato! Percebi que estava apegada a muitas peças que estão paradas há tempos no armário. Algumas eu até usei bastante na época da compra, mas hoje não combinam tanto comigo.

Assim surgiu a ideia do Agora Vai!, desafio que pode ser feito por todos que precisam destralhar o guarda-roupa. Funciona assim: no início de cada mês, vou escolher 3 peças encalhadas. Darei um jeito de usá-las nas semanas seguintes para entender por que elas ficaram paradas por tanto tempo.

Se eu achar que a roupa não me favorece ou não me deixa confortável, ela será doada ou vendida na minha lojinha no Enjoei. São roupas queridas que merecem uma última chance, mas não podem ficar eternamente na minha vida. Gravei um vídeo mostrando as três peças escolhidas para janeiro. Assista abaixo:

Ao longo do mês, quero postar no Instagram as maneiras que eu encontrei de usar cada peça. No final, posto aqui no blog o veredito sobre elas. Espero me livrar de muita coisa até o dezembro 🙂

Se você gostou da ideia, é só reproduzir em casa! Use a hashtag #desafioagoravai e mostre as peças escolhidas para o teste. Vamos destralhar juntas os nossos armários, que tal?

Beijos!

Atualização Project Pan

Há quatro meses, eu escolhi alguns produtos de beleza que estavam encostados na gaveta de maquiagem para usar até o final. É o tal Project Pan, que descobri em blogs americanos. A ideia é evitar o desperdício do que você já comprou e reduzir o consumo, já que você não vai precisar de um produto novo até acabar com o que tem em casa. Coloquei meu escolhidos em um local bem visível (para não esquecer de usar) e tive bons resultados!project-pan

Terminei o BB cream da L’oréal, que estava totalmente abandonado. Comprei muito animada com as resenhas da internet, mas a cobertura dele não é suficiente pra mim. É para quem tem a pele muuuito boa e quer só um leve “ajuste”. Como o efeito não é dos mais potentes, eu acabava deixando esse BB cream de lado quando me maquiava. Durante o projeto, eu dava uma caprichada no corretivo para amenizar a falta de cobertura dele. Deu certo e usei tudinho!

A base da Maybelline é da cor exata da minha pele e cobre bem, mas ela é voltada para peles oleosas. Minha pele é mista e eu moro em Brasília, onde a seca dura meses, então penei um pouco com essa base. Gravei o nome da cor para comprar futuramente outra base da marca, só que mais adequada à minha pele. Essa rendeu bastante e eu indico!

O bastão para os pés da Avon não fez muita diferença na minha vida. Mas, já que tinha comprado, usei até o final. Quem mora em clima seco sabe como é difícil encontrar produtos que realmente hidratem. Esse pode funcionar para pessoas de várias regiões, mas aqui onde eu moro é bem complicado.

Agora vamos aos itens que ainda não acabaram, mas tiveram bom avanço:

Quebrei a tampa desse batom da Revlon, então não consigo levá-lo na bolsa quando saio. Isso me limita um pouco, então resolvi acabar logo com ele. Deixei no topo da pilha e usei várias vezes. Já já ele termina!

O lápis de sobrancelha da Vult é muito bom, mas ganhei um kit da Anastasia e troquei de vez. Estou tentando reduzir ao máximo as minhas maquiagens e manter só um item de cada (na medida do possível). O kit resolveu a minha vida, por isso não preciso de duas opções para sobrancelhas. O lápis foi o escolhido para entrar no project pan e está no finalzinho. Daqui a pouco não consigo nem apontar!

O mais chatinho tem sido o lápis preto da Dior. Encontrei outros melhores e deixei ele de lado. O tempo passou e o coitado ficou lá esquecido. Usei bastante, mas ele está resistindo. Agora falta pouco.

Em resumo, adorei ter começado o project pan e não pretendo parar. Estou conseguindo reduzir e organizar melhor meus produtos de beleza, o que facilita demais a vida. Aconselho todo mundo a entrar no projeto, mesmo que você não queira tirar foto das suas coisas. Escolha alguns produtos e lembre-se de usá-los sempre.

Você pode redescobrir maravilhas que estavam escondidas na gaveta! Se isso não acontecer, vai evitar o desperdício de produtos. Lembrando que você pode doar, mas é um pouco complicado quando a maquiagem já foi usada, né? Dependendo do produto eu acho que não rola.

Espero reduzir ainda mais a quantidade de produtos de beleza com o tempo. Se você se animar a entrar no project pan, me conta aqui! É sempre bom trocar experiências com alguém 🙂

Beijos!

Minha bolsa: versão minimalista

Você já deve ter visto alguns vídeos com a TAG O que tem na minha bolsa, certo? Eu consegui reduzir muito a quantidade de itens que carrego diariamente e achei que seria bom passar as dicas adiante. Gravei uma versão minimalista da TAG mostrando o que eu levo hoje em dia. Há alguns anos, esse vídeo seria bemmm mais longo!

Como a maioria das mulheres, eu tinha o hábito de levar “a vida” na bolsa, caso tivesse alguma emergência. Depois de anos, vi que as emergências quase nunca apareciam e, quando surgia algum imprevisto, não era a bolsa que me salvava. Cansei de carregar o peso de agendas, maquiagens esquecidas, papéis e documentos desnecessários.

Levo apenas o que eu preciso. Você pode sentir falta de algumas coisas essenciais, como escova de dentes, hidratante, etc. Eu reparei que acabava usando esses itens só enquanto estava no trabalho, nunca no meio da rua. Então deixo na gaveta da minha mesa vários quebra-galhos; adoçante, cremes, escova, grampos, lenço de papel, etc. Se você passa a maior parte do tempo na rua, terá que adaptar sua bolsa.

A proposta aqui é parar para pensar na utilidade dos nossos pertences e avaliar a necessidade de carregá-los todos os dias. Garanto que depois desse vídeo você vai conseguir tirar pelo menos um chiclete vencido da sua bolsa! Espero que gostem dessa versão minimalista da TAG 🙂

Aproveite para se inscrever no canal e receber os vídeos!

bolsa minimalista

Beijos!

Organização da casa DICA de livro

Em busca de novos livros sobre organização, encontrei um que promete resolver os problemas de quem tem uma rotina agitada. “Organize em 10 minutos: o hábito sem estresse para simplificar sua casa”, de S.J. Scott e Barrie Davenport, percorre todos os cômodos da casa com dicas para a organização da casa. Eles ensinam a criar o hábito da arrumação e manter seus pertences em ordem.

Como diz o título do livro, a ideia é mostrar como você pode acabar com a bagunça mesmo tendo pouco tempo disponível na rotina. Os autores sugerem que você separe as tarefas em blocos de 10 minutos, o suficiente para arrumar uma gaveta ou prateleira. No dia seguinte, reserve mais 10 minutos e continue a trabalhar naquele cômodo.

Confesso que ficaria louca se tivesse que deixam um projeto de arrumação pela metade. Gosto de dedicar uma manhã inteira para a organização da casa, mas entendo que nem todo mundo tem esse tempo. E é melhor organizar por 10 minutos do que não fazer nada, né?

organização-da-casa

“Quanto mais você tem, mais ocupado você é, quanto menos você tem, mais livre você é”. A frase da Madre Teresa resume bem o que a bagunça significa hoje para mim. Coisas exigem dinheiro, tempo e paciência, três itens valiosos para mim.

Mas por que temos tanto receio de doar nossos objetos? Apego e culpa são sentimentos que todos nós já tivemos em relação à tralha. A camiseta que sua vó te deu, o souvenir trazido de uma viagem especial… Outra velha desculpa é a de que você pode precisar daquilo algum dia. Estipule então um prazo. Se até a data escolhida você não tiver usado aquele item, tchau!

Eu guardo alguns objetos bem inúteis para tentar vendê-los no futuro e descobri que não estou sozinha! Os autores argumentam que o objeto precisa ter valor hoje para ser mantido. Um possível valor futuro não justifica o apego. Um ponto a menos para as fitas de Super Nintendo que eu pretendia vender em 2050 e ficar rica. Mas acho que vou ficar com essas por mais um tempo… vai que, né?

Bom, em outro ponto eu preciso concordar com os autores do livro: quanto mais coisas você tem, mais difícil é para manter a casa limpa e livre de poeira. Gente, tenho verdadeiro pavor de poeira e não aguento ver bibelôs juntando pó na estante. Além de atacar a minha rinite, a bagunça me estressa. Não no sentido de que fico louca pra arrumar tudo, mas sinto uma “agitação mental”, entende? Não consigo pensar direito ou me concentrar em algo.

Se você quiser investir nessa ideia dos 10 minutos diários, é importante estabelecer um hábito. Para isso, dizem que o ideal é repetir a ação por 30 dias seguidos. Depois, ela se torna um hábito e entra no “automático”. Os autores vão ainda mais longe e sugerem que você leve a organização da casa por 4 a 6 semanas. Para ter ainda mais incentivo, divida sua experiência com outras pessoas.

O livro dá um passo a passo um pouco complicado, na minha opinião. Ele fala em juntar cronômetro, caixas, canetas, post-its, luvas de borracha e produtos de limpeza antes de começar a organização da casa. Acredito em simplificar o processo para evitar que a preguiça ataque.

Comece a arrumação pelos cômodos que você mais gosta ou usa, assim se animará com os resultados e continuará no processo de organização. Os autores falam de todos os cômodos da casa e dão dicas ótimas. Uma delas é colocar a esponja de cozinha na máquina de lavar louças! Eu conhecia a dica do microondas, mas nunca pensei em colocar na máquina. Para completar, uma lista de perguntas que te ajudam a decidir o destino da bagunça:

15 perguntas para responder quando não souber o que fazer:

1. Este item é útil? Ele pode me poupar tempo, energia ou dinheiro? Ele preenche uma necessidade ou propósito?
2. Eu gosto dele?
3. Ele facilita minha vida, de alguma maneira?
4. Eu o usei, encontrei prazer nele ou olhei para ele no último ano?.
5. Ele me energiza ou me drena?
6 . Está quebrado (sem conserto) ou danificado de alguma maneira?
7. A informação que ele fornece está desatualizada (exemplo: livros velhos, revistas, vídeos, etc)?
8. Eu estou mantendo isso por culpa?
9. Eu já terminei de usá- lo e não vejo razão para usá- lo novamente?
10. Ele reflete a pessoa que eu sou hoje ou uma versão antiga de mim?
11. Eu já tenho algo parecido?
12. Eu irei completar isso (e.g., uma peça de tricô, um livro inacabado)?.
13. Eu estou gastando muito tempo pesando os prós e os contras?
14. Se eu me mudasse para uma casa muito menor, ele iria comigo?
15. Ele tem algum valor histórico ou financeiro em potencial (por exemplo, um item passado de geração a geração)?

Comprei o livro Organize em 10 minutos na versão digital pela Amazon. Ele está por R$ 9,99. Espero que gostem da indicação!

Beijos!

Organização: por onde começar?

Organização é o objetivo de muita gente, mas nem sempre sabemos por onde começar. O primeiro passo é a parte mais complicada de qualquer mudança e temos o costume de adiar o início indefinidamente. Mas hoje é segunda-feira, um ótimo dia para começar algo novo, então não tem desculpa :).

Separei algumas dicas para você entrar no processo de organização de uma maneira simples. Mantenha as expectativas em um nível razoável para não se frustrar no caminho. Dedique uns minutinhos do seu dia a alguma dessas tarefas e veja o resultado. Se você cumprir uma dica por dia, até sexta sua vida já terá menos tralha. Espero que gostem das ideias!

Beijos!

Organizando a ida ao supermercado

Oi, gente!

As minhas primeiras lembranças de supermercado são de quando meus pais me obrigavam a acordar cedo no sábado para ajudar com as compras. Ficávamos horas enchendo o carrinho e mais horas para embalar e desembalar tudo. Anos depois, vejo que a ida ao mercado não precisa ser (sempre) um tormento. Com o tempo elaborei algumas táticas para organizar as compras e hoje economizo um bom tempo. Quando bater aqueeela preguiça de ir ao mercado, tente seguir essas dicas! Acredito que elas também vão te ajudar :).

1- Planeje a lista de acordo com a sua semana/quinzena/mês. Antes de sair de casa, tente visualizar o que você pretende consumir nos próximos dias. Se você quiser fazer uma receita específica, inclua os ingredientes na sua lista. O ideal é ter uma previsão de cardápio da casa e fazer a lista com base nela. Isso ajuda a não comprar mais do que você e sua família vão consumir. Também evita que você precise sair correndo no meio da receita para comprar o ingrediente que faltou.

2- Organize a lista. Tente separar os produtos por categorias, não deixe tudo misturado. Eu faço a lista no bloco de notas do celular, mas no papel é a mesma coisa. Separe por produtos de limpeza, congelados, frios, feira, etc. Exige um pouco de atenção no início, mas depois fica automático.

3- Vá sozinha (o). Se as suas companhias de supermercado atrapalham mais do que ajudam, deixe todo mundo em casa. No meu caso, o marido perde o foco nos corredores de chocolate/doritos/biscoitos. Além de atrasar as compras, sai muito mais caro.

4- Siga uma ordem. A que você preferir, mas eu recomendo o clássico: começar com as bebidas e grãos (pesados) e ir até a feira e os congelados (mais leves ou frágeis). Eu passo por todos os corredores, mesmo que algum deles não tenha nada da minha lista. Foi a maneira que encontrei de não esquecer nada nem dar muitas voltas. Sempre encontro algo que esqueci de incluir na lista. Lembrando que isso só funciona se você não sair colocando todas as bobagens que encontrar pela frente no carrinho, certo?

5- Abandone as sacolas plásticas. Não só pelo bem do meio ambiente, mas pela organização das suas compras! Imagine fazer compras sem colocar tudo nas sacolinhas e ter que desembalar em casa. É uma bela economia de tempo e paciência. Eu uso ecobags, mas estou sonhando com um carrinho de feira. As duas opções são muito práticas e resistentes. É só distribuir os alimentos mais pesados no fundo e organizar o restante. Depois coloco no carro, uma ao lado da outra. Juro que é bem mais rápido que usar as sacolinhas. No dia seguinte às compras devolvo as bolsas para o porta-malas e pronto. A próxima etapa da minha vida é chegar no Carrefour arrasando com um carrinho maravilhoso, tipo esse de oncinha da foto:

mercado

Também estou de olho nessa sacola maior, que encaixa no carrinho do mercado! Esse modelo é da Natura e aguenta até 15kg. Encontrei por R$ 53,60 no site. Muito prático!

Me contem nos comentários as dicas de vocês para agilizar as compras!

Beijos!