Tag: como arrumar a casa

Dia de destralhe no guarda-roupa!

Hoje foi dia de revisar o armário e tirar algumas peças para doação! Fiquei de levar roupas para um bazar de caridade, e imaginei que não teria muito o que dar. Afinal, fiz uma super faxina na época da mudança para o apartamento novo e não comprei quase nada esse ano. Mas parece que as roupas brotam no armário, é impressionante! Quanto mais eu tiro, mais vejo que é possível reduzir.

Muitas de vocês descrevem a sensação de limpar o armário como um alívio para a mente! Eu sinto a mesma coisa, parece que tudo fica mais leve dentro de casa. Dá gosto ver o guarda-roupa livre e organizado, sem aquele tumulto de roupas amassadas 🙂

destralhe-minimalismo

No total, foram 9 peças minhas e 1 do marido. Na foto aparecem 8 minhas, mas depois lembrei de acrescentar uma calça de ginástica que estava na fila para o destralhe! Ainda coloquei na sacola um timer de cozinha em formato de bule. Ele é fofo, mas nunca foi usado! Quando preciso marcar o tempo, prefiro usar o celular.

destralhe

Reconheceram as peças? Algumas delas fizeram parte do desafio Agora Vai, que faço todo mês no Youtube. A blusa de frio azul já passou por lá e eu não consegui desapegar na época. Ela é bonita, mas eu acabo usando 1 ou 2 vezes por ano, no máximo! Por ser de frio, já me restringe a alguns dias de maio e junho, praticamente. Ela é larga e deixa os ombros à mostra, o que exclui o uso no trabalho. Tenho outros casacos mais bonitos e práticos de usar, então essa sempre era a última opção.

A minha intenção com todo esse processo é ter um guarda-roupa enxuto e que me faça feliz. Ou seja, que eu goste de todas as minhas roupas e não tenha nada por apego ou obrigações, do tipo “tá na moda”, ou “um dia vou usar”. Entendi que essa blusa é totalmente dispensável no meu armário e pode ser muito mais útil para outra pessoa. Ah, essa eu também comprei sem provar, um dos meus maiores erros!

A camiseta verde veio do armário da minha irmã por estar bem gasta (carinha de velha, sabe?). Peguei para “usar em casa”, outro erro muito comum que estou tentando evitar. Não acho que faça sentido manter várias roupas velhas e manchadas para ficar em casa. Claro que é bom ter uma ou outra para uma faxina ou trabalho mais pesado, mas em geral gosto de ficar em casa com roupas que me agradam. Não estou dizendo que me arrumo para ficar no sofá, mas prefiro usar roupas “inteiras” para isso. Faz sentido?

img_6006

A saia e a blusa estavam “encostadas” há um tempo na minha lojinha no Enjoei. A blusa eu comprei para usar em uma festa de ano novo (2013/2014) e usei pouquíssimas vezes depois. Ela é linda, mas tem um tecido bem transparente e só consigo usar com uma blusinha por baixo. Aí bate aquele calor só de pensar em sair com duas blusas e eu acabo deixando essa de lado.

A saia veio do armário da minha irmã, que deve ter usado a peça uma ou duas vezes. Ela separou várias roupas para eu colocar na minha lojinha e muitas foram vendidas, mas essa ficou sobrando. Ela é tamanho 36 e um pouco curta, difícil de usar. Vai para o bazar em busca de uma nova dona!

img_6005

E teve também roupa com etiqueta, acreditam? Essa o marido ganhou e nunca usou, ficou esquecida na gaveta. Felizmente, ele não é de comprar muito e sabe escolher bem: só compra o que realmente vai usar. Essa blusa foi uma pena, porque veio de outra cidade e não pudemos trocar.

Colocar essa camisa na sacola de doações me fez lembrar de todas as roupas que eu doei sem nunca terem sido usadas, muitas delas ainda com a etiqueta. É muito dinheiro desperdiçado, fora o tempo perdido indo à loja, provando as peças, etc. Fico feliz quando vejo que isso não acontece há um bom tempo 🙂 Claro que ainda cometo alguns erros nas compras, mas hoje em dia estou bem mais eficiente nesse sentido.

Espero muito que esse destralhe sirva como incentivo para você começar o seu! Esse fim de ano é uma época ideal para colocar a casa em ordem e começar o novo ano com tudo no lugar!

Beijos!

Sala de jantar organizada

Vocês viram o tour pela sala que eu gravei? Foi em julho e ela continua exatamente do mesmo jeito, ainda bem simples e com poucos móveis. Temos basicamente sofá, rack, mesa, cadeiras, e alguns poucos itens de decoração. Estou guardando várias fotos de inspiração porque quero fazer uma decoração legal na sala! Pretendo juntar o dinheiro para colocar um revestimento diferente em uma das paredes e comprar ou mandar fazer um buffet.

Já posicionei a mesa e o lustre de uma forma que sobrasse espaço para um móvel na parede da porta de entrada. Quero ter um buffet para guardar taças e louças de servir. Ele também vai ser o nosso bar e o cantinho da cafeteira. Vai ser especialmente útil como apoio para comidas e bebidas quando eu receber visitas. Em vez de servir tudo na mesa, que não é muito grande, eu posso dispôr as travessas no buffet e cada um se serve. Fazia isso na casa dos meus pais e facilita muito a vida! Se for uma noite de petiscos, posso usar todo o buffet como apoio para bebidas, copos e guardanapos. De todo jeito, é um móvel importante para a sala!

Penso em mandar fazer um modelo bem reto, sem puxadores, e que fique preso à parede (sem pés). Mas ainda estou na dúvida! Não fiz nenhum orçamento, quero definir o desenho antes de ir atrás disso. Juntei as imagens que estou guardando de referência com outras tiradas do perfil da Mobly no Pinterest. Gosto muito de seguir o perfil deles, sempre encontro boas ideias. E se você ainda não me acompanha no Pinterest, entra lá! Compartilho várias fotos lindas de decoração, receitas, festas e organização.

8fa35966c55e9fa105320f188e3ea50d

e5e8d9054db512d033dfbc6f415e482c 2ec6e337afe584604fb754b0d223e174 1cd31051a3adc5a6121778f4466f4ede

4df34498f6d2280654048496e96fff06

bece514674e28132d324c6b8e1e5b3fd

O preferido para a minha sala de jantar é o azul da penúltima foto. Ele é preso na parede e não tem pés, o que facilita muito a limpeza. Não precisa ficar arrastando na hora de passar vassoura e pano. Por outro lado, eu perderia um pouco de espaço porque ele é menor que os outros. Estou na maior dúvida, mas aviso vocês quando decidir 🙂

Beijos!

Como manter a organização da casa

A principal dificuldade da maioria das pessoas que quer colocar a casa em ordem não é o processo de organização da casa, mas sim a manutenção daquilo tudo. Você vai precisar de tempo e esforço para esvaziar os armários e encontrar um lugar para cada coisa, mas o trabalho pesado fica para as próximas semanas. Depois que a organização está pronta e sua casa parece “de revista”, começam a aparecer aquelas meias espalhadas pelo chão, embalagens vazias de biscoito na sala e muitas roupas misturadas no armário.

Como evitar que a bagunça tome conta da sua casa logo depois da arrumação? Já vivi isso em vários momentos da vida, após tentativas falhas de organizar a minha vida. Demorei a entender o que realmente funcionaria para mim. Esses dias recebi um comentário de uma leitora na mesma situação: ela adora organizar, mas tem dificuldade em manter. Coloquei no papel algumas dicas que deram resultado para mim e quero conversar com vocês sobre elas.

organização-da-casa

Não deixe acumular, arrume com frequência
Em 15 minutos você consegue dar uma geral rápida na casa: guardar objetos que estão fora do lugar, jogar fora panfletos e recibos, guardar os sapatos deixados na entrada, levar copos usados para a cozinha, etc. Separe um tempo todos os dias para essas atividades mais simples e a bagunça não vai se acumular como antes. Uma dica valiosa que aprendi no blog Vida Organizada é: sempre que sair de um cômodo, leve algo que não pertence a ele. Exemplo: saindo da sala, pego um casaco que estava apoiado na cadeira da mesa de jantar e guardo no armário.

Não dá para organizar lixo/tralha
Essa eu demorei a entender, mas hoje é essencial na minha vida. Não tem como organizar objetos sem utilidade que deveriam ser doados ou ir para o lixo. Você pode esconder tudo em uma caixa, mas um dia a bagunça estará lá te esperando. Não vale a pena ocupar espaço com coisas que não fazem mais sentido na sua vida. Se for para deixar aquela coleção de revistas juntando poeira na estante, é melhor dar para alguém que faça algo útil com ela, concordam?

Defina um lugar para cada objeto
Essa evita um dos piores problemas da desordem: perder as coisas dentro de casa. Eu só aceito que algo está “perdido” quando ele saiu de casa e não voltou. Quando saio com um guarda-chuva e ele fica no banco do metrô, digamos. Se o objeto nunca saiu de casa, preciso saber onde ele está. Para isso, cada coisa deve ter seu lugar. Eu tenho cestinhos para cabos e eletrônicos, outro para temperos, maquiagens, e muito mais. Sério, gente. Nada é mais chato do que procurar a carteira desesperadamente antes de sair de casa. Defina um lugar para cada objeto e acostume a deixá-lo sempre por lá. Isso vai ajudar muito na organização da casa.

Guarde assim que terminar de usar
Depois que eu adquiri o hábito de guardar as coisas logo após o uso, o acúmulo de tralha diminuiu muito. Antes era assim: eu ia fazer as unhas e deixava os esmaltes espalhados a semana toda. Claro que um se perdia, outro quebrava, e tudo mais. Hoje sei que minha rotina fica muito mais fácil se tudo voltar ao local de origem. Assim, você não tem bagunça e sempre sabe onde as coisas estão.

organização-da-casa

Evite superfícies horizontais em excesso
A bancada da cozinha é o lugar perfeito para deixar as compras do mercado, certo? Você chega em casa cansada, larga as sacolas ali, tira o que é de geladeira e vai deixando o resto por dias e dias. Quem nunca? Superfícies horizontais imploram por uma baguncinha. Aquele móvel perto da entrada de casa pede que você largue as chaves, o celular, a correspondência, o casaco e o que mais vier da rua. O rack da televisão é ideal para deixar alguns copos sujos e o balde de pipoca da noite passada. É impossível tirar todos os móveis de casa, mas tente reduzir as superfícies que facilitam o acúmulo de tralha. Por falta de espaço, eu não tenho mesa de centro na sala, então sou obrigada a recolher toda a bagunça que faço no sofá assim que levanto. É só um exemplo de como você pode melhorar a organização da casa.

Resolva na hora
Temos o costume de acumular roupas e outros objetos que precisam de alguma “ação” antes de ficarem prontos para uso. Pregar um botão, mandar ajustar, tingir, passar ou qualquer coisa que esteja atrapalhando deve ser resolvida logo. Eu mesma já deixei roupas paradas por meses esperando o dia de ir na costureira fazer um ajuste. Hoje tento resolver essas pendências o mais rápido possível. Gosto de guardar a roupa assim que ela sai do varal para evitar o acúmulo no cesto. Faço o mesmo com a louça que sai da máquina e com as compras do mercado: guardo tudo na mesma hora, não deixo para depois. Então separe o que deve ir para a lavanderia ou para a costureira e resolva o que precisa ser feito na sua casa.

Nem sempre conseguimos manter a organização da casa 100% o tempo todo. Esses dias mostrei no snapchat (me segue por lá: elisalangsch) um dia em que a minha sala estava de cabeça para baixo. De terça a quinta, passamos pouquíssimo tempo em casa e a bagunça toma conta. Eu arrumo alguma coisa pela manhã e acabo priorizando a cozinha, então a sala fica de lado. Quando chega a noite de quinta-feira, aproveitamos o tempo livre para tirar a tralha, passar o aspirador e um pano. Como cada coisa tem seu lugar, é fácil retomar a organização e não temos aquela impressão de que perdemos o controle, sabe? Então não desanime se sua casa não é como a de uma revista o tempo todo. A de ninguém é assim. O importante, na minha opinião, é saber que em alguns minutos é possível colocar tudo em seu lugar e a casa continuará organizada.

Beijos!

5 coisas para doar ou jogar fora

Você quer se organizar, mas não sabe por onde começar? Tente esse desafio e encontre 5 itens para doar ou jogar fora. Reduzir a tralha acumulada já é um grande passo rumo à organização completa da casa! O destralhe é muito importante nesse processo porque é impossível organizar aquilo que não tem utilidade no seu dia a dia.

O desafio está lançado: procure os itens da lista e livre-se deles. Você vai ver como é boa a sensação de destralhar a casa! Se sobrar tempo, dê uma volta pelos cômodos em busca de lixinhos escondidos, como canetas sem tinta, recibos de cartão de crédito, contas já pagas, sacolas de compras, etc.

itens para doar ou jogar fora

Beijos!

Metas de 2016

Como boa virginiana, sou a louca das listas. E não existe hora melhor para fazer uma lista que o fim do ano. Parei uns minutinhos para pensar no que quero melhorar em 2016 e planejar as primeiras atividades. Gosto de destrinchar cada meta em ações menores para saber por onde começar. Às vezes o objetivo parece tão distante que ficamos paralisados, já percebeu?

No vídeo de hoje conto todas as minhas metas para 2016 e ensino a fazer um quadro de visualização, algo muito simples que vai te ajudar a manter o foco.

Beijos!

Como organizar guarda-roupa | Marie Kondo

A japonesa Marie Kondo, autora do livro “A mágica da arrumação”, tem dicas valiosas para o destralhe e a organização da casa. Ela desenvolveu um método próprio, o KonMari, e apresenta soluções para todos os objetos da casa. Eu selecionei as principais dicas de organização do guarda-roupa, já que esse espaço tem uma facilidade enorme de ficar bagunçado.

Se você quiser saber mais sobre o livro, dá uma olhada na resenha que eu fiz aqui no blog. Recomendo muito a leitura! E se você quiser conhecer as dicas específicas de como organizar guarda-roupa, é só conferir o vídeo que postei hoje no canal. Aproveite para se inscrever no canal 🙂 Os vídeos sempre aparecem lá mais cedo.

Clique na imagem para assistir ao vídeo:

como-organizar-guarda-roupa

Aproveitando a ideia que a Rose Alves deixou lá no canal, vou mostrar melhor como é a organização do meu guarda roupa. Guardo as blusas na vertical, e não empilhadas, como indica Marie Kondo. As blusas de frio ficam enroladas e guardadas no fundo da gaveta, já que uso pouquíssimo.

como-organizar-guarda-roupa

como-organizar-guarda-roupa

como-organizar-guarda-roupa

Como explico no vídeo, comprei todos os cabides iguais para organizar melhor o guarda-roupa. Comprei em caixas com 50 unidades no Sam’s Club. Não lembro o preço exato, mas foi perto de R$ 80. Ficou assim:

como-organizar-guarda-roupa

Engraçado ver foto do meu guarda-roupa! Olho pra ele todos os dias e nunca tinha reparado que uso basicamente as mesmas cores: branco, rosa, azul e preto. Gostei do exercício 🙂

Beijos!

Organizando sapatos

Sabe quando você não aguenta mais olhar para uma bagunça e resolve fazer uma limpeza geral? Fiz isso com os meus sapatos no último fim de semana. Já estava agoniada de ver meus sapatos largados, sem nenhuma organização. Mesmo tendo poucos pares, eles bagunçam com muita facilidade. Fora que as gavetas sempre ficam sujas e estava na hora de limpar tudo.

Gravei o processo para mostrar que foi muito rápido. Às vezes ficamos com preguiça de começar a organizar a casa porque achamos que vai demorar o dia todo. Claro que alguns setores da casa vão demandar mais tempo, mas sempre temos uma gaveta que pode ser organizada em minutos.

Para fazer a limpeza, usei a parte menor do aspirador portátil da Eletrolux e aquele multiuso caseiro que já ensinei por aqui. Mostrei também como fiz um sachê simples para tirar qualquer cheiro inconveniente dos sapatos.

Para assistir ao vídeo é só clicar na imagem:

SAPATOS (3)

Beijos!

Organização da casa DICA de livro

Em busca de novos livros sobre organização, encontrei um que promete resolver os problemas de quem tem uma rotina agitada. “Organize em 10 minutos: o hábito sem estresse para simplificar sua casa”, de S.J. Scott e Barrie Davenport, percorre todos os cômodos da casa com dicas para a organização da casa. Eles ensinam a criar o hábito da arrumação e manter seus pertences em ordem.

Como diz o título do livro, a ideia é mostrar como você pode acabar com a bagunça mesmo tendo pouco tempo disponível na rotina. Os autores sugerem que você separe as tarefas em blocos de 10 minutos, o suficiente para arrumar uma gaveta ou prateleira. No dia seguinte, reserve mais 10 minutos e continue a trabalhar naquele cômodo.

Confesso que ficaria louca se tivesse que deixam um projeto de arrumação pela metade. Gosto de dedicar uma manhã inteira para a organização da casa, mas entendo que nem todo mundo tem esse tempo. E é melhor organizar por 10 minutos do que não fazer nada, né?

organização-da-casa

“Quanto mais você tem, mais ocupado você é, quanto menos você tem, mais livre você é”. A frase da Madre Teresa resume bem o que a bagunça significa hoje para mim. Coisas exigem dinheiro, tempo e paciência, três itens valiosos para mim.

Mas por que temos tanto receio de doar nossos objetos? Apego e culpa são sentimentos que todos nós já tivemos em relação à tralha. A camiseta que sua vó te deu, o souvenir trazido de uma viagem especial… Outra velha desculpa é a de que você pode precisar daquilo algum dia. Estipule então um prazo. Se até a data escolhida você não tiver usado aquele item, tchau!

Eu guardo alguns objetos bem inúteis para tentar vendê-los no futuro e descobri que não estou sozinha! Os autores argumentam que o objeto precisa ter valor hoje para ser mantido. Um possível valor futuro não justifica o apego. Um ponto a menos para as fitas de Super Nintendo que eu pretendia vender em 2050 e ficar rica. Mas acho que vou ficar com essas por mais um tempo… vai que, né?

Bom, em outro ponto eu preciso concordar com os autores do livro: quanto mais coisas você tem, mais difícil é para manter a casa limpa e livre de poeira. Gente, tenho verdadeiro pavor de poeira e não aguento ver bibelôs juntando pó na estante. Além de atacar a minha rinite, a bagunça me estressa. Não no sentido de que fico louca pra arrumar tudo, mas sinto uma “agitação mental”, entende? Não consigo pensar direito ou me concentrar em algo.

Se você quiser investir nessa ideia dos 10 minutos diários, é importante estabelecer um hábito. Para isso, dizem que o ideal é repetir a ação por 30 dias seguidos. Depois, ela se torna um hábito e entra no “automático”. Os autores vão ainda mais longe e sugerem que você leve a organização da casa por 4 a 6 semanas. Para ter ainda mais incentivo, divida sua experiência com outras pessoas.

O livro dá um passo a passo um pouco complicado, na minha opinião. Ele fala em juntar cronômetro, caixas, canetas, post-its, luvas de borracha e produtos de limpeza antes de começar a organização da casa. Acredito em simplificar o processo para evitar que a preguiça ataque.

Comece a arrumação pelos cômodos que você mais gosta ou usa, assim se animará com os resultados e continuará no processo de organização. Os autores falam de todos os cômodos da casa e dão dicas ótimas. Uma delas é colocar a esponja de cozinha na máquina de lavar louças! Eu conhecia a dica do microondas, mas nunca pensei em colocar na máquina. Para completar, uma lista de perguntas que te ajudam a decidir o destino da bagunça:

15 perguntas para responder quando não souber o que fazer:

1. Este item é útil? Ele pode me poupar tempo, energia ou dinheiro? Ele preenche uma necessidade ou propósito?
2. Eu gosto dele?
3. Ele facilita minha vida, de alguma maneira?
4. Eu o usei, encontrei prazer nele ou olhei para ele no último ano?.
5. Ele me energiza ou me drena?
6 . Está quebrado (sem conserto) ou danificado de alguma maneira?
7. A informação que ele fornece está desatualizada (exemplo: livros velhos, revistas, vídeos, etc)?
8. Eu estou mantendo isso por culpa?
9. Eu já terminei de usá- lo e não vejo razão para usá- lo novamente?
10. Ele reflete a pessoa que eu sou hoje ou uma versão antiga de mim?
11. Eu já tenho algo parecido?
12. Eu irei completar isso (e.g., uma peça de tricô, um livro inacabado)?.
13. Eu estou gastando muito tempo pesando os prós e os contras?
14. Se eu me mudasse para uma casa muito menor, ele iria comigo?
15. Ele tem algum valor histórico ou financeiro em potencial (por exemplo, um item passado de geração a geração)?

Comprei o livro Organize em 10 minutos na versão digital pela Amazon. Ele está por R$ 9,99. Espero que gostem da indicação!

Beijos!

Tipos de bagunça

Uma coisa eu aprendi nessa fase de destralhe e organização da casa: ninguém escapa da bagunça. Mesmo a pessoa mais organizada do mundo tem seus pontos fracos e, uma hora ou outra, vai encontrar bagunça em algum canto. Já sofri com todo tipo de tralha em casa, mas alguns tipos de bagunça são clássicos por aqui!

Falei no vídeo de hoje sobre oito tipos de bagunça que sempre aparecem na minha vida. Tenho certeza que você vai se identificar com algum deles! E se eu tiver esquecido alguma bagunça comum na sua casa, me conte nos comentários. Quem sabe aumentamos essa lista? 🙂

Se você ainda não é inscrito no canal, clique aqui. Você vai receber os vídeos assim que eles forem ao ar.

Beijos!