O custo do consumo

Oi, gente!

Esses dias entrou um documentário novo no Netflix que chamou minha atenção: The True Cost. Ele fala sobre o real custo da moda barata encontrada nas fast fashion: jornadas de trabalho extenuantes, danos à saúde e à natureza. O filme é intenso. Mostra fábricas de confecção em Bangladesh, aquele distante país que só faz parte das nossas vidas pelas etiquetas da Zara e da H&M. É estranho parar para pensar na vida de quem produziu as roupas que consumimos, né? A maioria das pessoas nem imagina que essas lojas só conseguem vender tão barato porque sustentam fábricas localizadas em países com salários mínimos baixíssimos e quase nenhum direito ao trabalhador.

fdf

Não acho que comprar é errado ou que devemos abrir mão do gosto pela moda. Mas roupa, para mim, é igual carne: precisa consumir diariamente? O prolema não está em comprar roupas, mas na velocidade com que isso acontece. Não precisamos de tantas roupas e estamos fazendo um mal danado a outras pessoas. Me incluo nessa: nunca passou pela minha cabeça deixar de comprar uma peça porque ela foi fabricada no país X. Ainda tenho muito mais do que deveria e não resisto a uma roupa nova em certas ocasiões (aniversário, viagens…).

Fiquei chocada com as imagens de acidentes em fábricas de Bangladesh mostradas no documentário. Se você usa Zara e H&M, é certeza que tem no armário alguma roupa produzida lá. São centenas de pessoas trabalhando horas por dia em prédios sem nenhuma condição.

Quem está todos os dias nas redes sociais estimulando o consumo mal sabe desses problemas. Todo mundo adora um vídeo de “haul” ou “comprinhas”, mas de uns tempos para cá passei a evitá-los. Se eu não quero isso para mim, por que assistir a uma enxurrada de publicidade e ficar morrendo de vontade de comprar algo desnecessário?

Essa é a minha dica de filme para o sábado! Vale assistir e pensar no assunto :).

Beijos!

Inspiração: iluminação do quarto

Oi, gente!

Depois que compramos uma cama tamanho queen, surgiu uma limitação: não temos espaço para dois criados-mudos. Vamos colocar só um, que era da minha avó e hoje está comigo. Mas e o outro lado da cama, fica sem abajur? Comecei a pesquisar soluções para o problema e cheguei à conclusão de que poderia usar arandelas ou pendentes dos dois lados da cama. Não sou fã das arandelas porque elas exigem instalação na parede. Como já temos gesso no teto, fica mais fácil instalar o pendente.

Visitei algumas lojas e encontrei modelos incríveis. Fica lindo na decoração e ajuda na hora da limpeza (não tem pé para juntar poeira). Além da economia de espaço, claro. Para instalar o pendente, você não precisa de quase nenhum espaço ao lado da cama. Eu só não colocaria exatamente em cima da cama para evitar pancadas na cabeça ao levantar :). Achei o preço muito bom também! Só precisamos de dois, então vai ficar bem em conta. Olha que inspirações lindas eu separei!

FLG_7667baixa

luminárias-de-teto-para-quarto-de-casal-1

quart7

luxury-master-bedroom-with-white-bed-sheets-and-wooden-cabinet-shelving-also-white-globe-pendant-lights-design-ideas

wonderful-fashionable-scandinavian-pendant-lights-octo-on-all-with-apartment-interesting-small-apartment-interior-decoration-ideas-30

Me apaixonei pelos modelos menores. Quero um quarto aconchegante, mas bem clean e sem muitas firulas. Com os pendentes eu já me livro de um abajur e abro espaço no criado-mudo. Separei meus modelos preferidos no site da Leroy Merlin e quero a opinião de vocês! Qual estilo fica melhor?

IMG_4087 Beijos!

Como organizar lembranças?

Oi, gente!

Não sei vocês, mas eu tenho a maior dificuldade em me desfazer de lembranças. Guardo agendas, cartas, fotos, uniformes da escola. Consigo doar roupas, livros e acessórios, mas quando chego nas memórias fica complicado. Vocês também guardam tudo? Nesse vídeo falei um pouco sobre as lembranças que eu tenho e como faço para armazená-las da melhor maneira possível. Espero que gostem!

Beijos

Roupas novas de graça! Qual o segredo?

Oi, gente!

No sábado algumas amigas colocaram em prática uma ideia antiga no nosso grupo: um bazar de trocas! Cada uma levou roupas, sapatos, acessórios e livros que estavam encostados no armário. Nada tinha preço, cada uma podia escolher o que quisesse. Deu certo porque eram roupas de vários tamanhos, então todas puderam ficar com alguma peça. Eu dei sorte e fiquei com quatro blusas e um vestido. Tudo lindo, tem roupa até com etiqueta! E herdado da minha amiga Amanda, que tem ótimo gosto para roupas :).

IMG_4079

Olha quanta coisa linda! Só o vestido ficou de fora da foto. Quanto eu gastaria se fosse comprar tudo isso no shopping? Por baixo, uns R$ 300. E garanto que a Amanda ficou feliz por liberar espaço no armário para organizar melhor as roupas que ela realmente usa. Tiramos fotos de algumas peças que não couberam em ninguém e mandamos para as amigas que não puderam ir, foi um “bazar virtual”. O restante foi para doação.

A ideia deu muito certo e pode ser copiada por todas vocês. É só organizar um lanchinho e chamar as amigas. Deixe todas as peças à mostra e reserve um cantinho com espelho para provar as roupas. Aquele short que sua amiga não consegue usar pode ficar lindo em você! Com certeza faremos nosso bazar mais vezes!

Beijos!

Vídeo – Project Pan

Oi, gente!

Nos últimos anos fiz uma limpa enorme nas minhas roupas e livros, mas uma parte do quarto continuava bagunçada: a caixa de maquiagens. Inspirada pela Tatiana Lopes, do blog Organizando minha vida, separei alguns produtos de beleza para começar o Project Pan. Consiste em acabar com produtos que você parou de usar por um motivo ou outro. É complicado doar cosméticos usados, então acredito que a melhor opção seja consumir todo o produto. É uma ótima ideia para liberar espaço na sua penteadeira!


Beijos

Congelados da semana

Oi, gente!

O saldo de congelados do fim de semana foi ótimo: três opções! Gosto de ter sempre alguma comidinha no freezer para me salvar nos dias de preguiça. Mas tento evitar pratos prontos de supermercado, gosto de fazer as minhas receitas.

A base desses congelados foi 1kg de peito de frango cozido na panela de pressão com vários temperos. O truque para desfiar é tirar todo o caldo, fechar a panela e sacudir. Dá super certo! Separei o caldo em três saquinhos para congelar. Já fica para um risoto ou sopa :).

Usei um pouco do caldo para cozinhar abóbora e cenoura em pedaços. Enquanto isso, piquei uma cebola, uma embalagem inteira de brócolis (talos e folhas também, a ideia é aproveitar ao máximo), E ralei duas abobrinhas. Não sou fã de abobrinha, então ralo para ela “sumir” na comida. Para completar, piquei uma embalagem de linguiça fina defumada.

Refoguei a cebola, esperei a linguicinha ficar crocante na panela e coloquei todo o resto. Gosto muito de temperar legumes com curry, faça o teste um dia! Acrescentei um pouco de caldo e pronto. Fiquei com uma big panela para usar de base nos congelados.

Separei duas porções da receita para congelar e comer daqui a um tempo. Em três potes de plástico coloquei arroz e completei com esse franguinho. Com uma salada, vira um ótimo almoço para levar para o trabalho.

image

Depois parti para uma opção de lanche: fiz essa receita de massa de salgado do Panelaterapia e recheei com a mistura. Tentei fazer algo parecido com uma esfirra e passei ovo antes de assar para dar uma corzinha. Consegui oito unidades!

image

Comemos duas no café e congelei seis. Esses salgadinhos vão nos salvar nas horas de fome, especialmente no trabalho. É só colocar no microondas da copa e tá pronto. Chega de comer aquele pão de queijo horroroso da lanchonete!

A terceira opção de congelado é, na verdade, uma dica. Começou a temporada de morangos e os preços estão caindo. Comprei oito caixas por R$ 20, acho um bom preço. Lavei e tirei as folhas. Separei alguns para fazer uma torta e comer durante o fim de semana. O restante deixei secar bem e forrei um tabuleiro com papel toalha. Coloquei os morangos bem separados uns dos outros para que eles não congelassem grudados. Fiz outra camada de papel toalha e coloquei mais frutas. Coloquei no freezer por algumas horas, depois tirei e passei tudo para sacos (economia de espaço).

FullSizeRender (2)

Se você congela os morangos direto no saco, eles vão grudar e vai virar uma “pedra”, aí fica difícil usar depois. Gosto de usar frutas congeladas para fazer suco. Bater morango com suco de laranja é uma maravilha! Também dá para fazer geleia, calda e outras receitas. Quero aproveitar a temporada para comprar várias caixas e ter morangos no freezer até novembro, imagina que delícia!

Espero que as dicas sejam úteis.

Beijos!

3 meses

Oi, gente!

Antes que o dia acabe, quero registrar aqui nossos três meses de casados. O dia do casamento foi incrível, mas bom mesmo é acordar e ter uma rotina juntos. Aliás, como fica difícil dormir sozinha depois de casar, hein? As coisas mudam :). Deixo aqui o vídeo da cerimônia pra quem ainda não viu.

Trailer – (Elisa e Leo) from mayfilmes on Vimeo.

Beijos!

Desafio da gratidão

Oi, gente!

Treinar a gratidão é um exercício ótimo para mudar o seu dia. O efeito é imediato: um agradecimento puxa outro e você percebe que tem mais motivos para agradecer do que reclamar. Quer melhorar um dia ruim? Liste tudo de bom que te aconteceu, mesmo as coisas mais simples. Sempre achei que era papo de livro de autoajuda, mas hoje entendo as vantagens de ser grata. Sou fã da Flávia Melissa, que faz vídeos lindos para o Youtube e propôs o desafio dos 300 dias de gratidão. A ideia é, diariamente, postar ou anotar em um caderno algo pelo qual você seja grato. Perdi o início do projeto, mas quero fazer uma lista daquilo que me faz sentir grata todos os dias. Vou começar com 25 itens. Aceita o desafio?

1. Minha família
2. Os novos parentes que vieram com o casamento
3. Um marido lindo <3
4. Levar uma vida “normal” enquanto o apartamento não sai
5. Meu trabalho
6. Chegar aos 30 realizada (e mais linda que aos 20)
7. Amigos que viraram família
8. Já ter alcançado algumas metas para o ano
9. Ser “tia” dos bebês mais lindos da cidade
10. Acordar sem despertador todos os dias
11. Saber a diversão que é ter cachorros na infância
12. Poder fazer planos para o futuro
13. Poupança em andamento
14. A melhor cama do mundo
15. Minhas habilidades culinárias
16. Lindas fotos da família no casamento
17. Férias chegando
18. Dormir sem culpa ou arrependimentos
19. O marido amar ficar em casa tanto quanto eu
20. Ser menos ansiosa que no passado
21. Um carrinho velho que me leva para todo canto
22. Comer sem engordar
23. Armário em ordem
24. Ter condições de ajudar outras pessoas
25. Ter saúde para realizar meus sonhos

Beijos!

images

TAG *Felicidade é…*

Oi, gente!

Falar sobre felicidade só atrai coisas boas, certo? Quando encontrei a TAG da Gisele no canal da Stephanie Noelle me animei logo a gravar. Gostei desse exercício de parar para pensar naquilo que me faz bem e me deixa feliz. Mesmo que você não queira gravar a TAG, pense nas perguntas e coloque as respostas no papel. Você pode se surpreender com o que vem à cabeça :). Espero que gostem!

Canal da Gisele: https://www.youtube.com/user/pinkskybr/featured
Canal da Stephanie: https://www.youtube.com/user/stephanien0elle

Beijos!

Inspiração de cabeceira para a casa nova

Oi, gente!

Ainda falta definir um item muito importante de decoração para o nosso apartamento: a cabeceira da cama. Com toda a enrolação para a entrega do prédio, algumas coisas foram caindo de posição na lista de prioridades e a cabeceira é uma delas. Mas retomei as pesquisas de inspirações e encontrei ideias ótimas! Quero uma cabeceira macia, que sirva de apoio quando fico sentada na cama. Tenho o hábito de fazer mil coisas na cama, como ler e ficar no computador. Dizem que não é bom para quem tem dificuldade de dormir, mas meu problema é justamente o oposto :).

e47ed52c4b5e1878f989f8398a4931b5

Essas de tecido ficam lindas no quarto! Adoro estampas e usaria tranquilamente, só fico em dúvida sobre a roupa de cama. A cabeceira acaba limitando a escolha de edredom e lençol.

cc9c0aa70a64b13fbe548ed3dada1255

9db792fda8d67fa255e9bff469051dea

Essas podem ser feitas em casa com uma tábua de MDF, espuma e tecido. É só grampear o tecido sem grandes preocupações com acabamento, já que a parte de trás fica escondida. Outro ponto positivo é que esse modelo não ocupa espaço. Algumas cabeceiras vendidas em loja ocupam uns 10cm ou 15cm, o que é muita coisa em quartos pequenos.

6e5b53f426d1c22c7fec3f3966b9289a

c82b281c6ac620bb0fa30f458d145994

Uma saída mais neutra é usar só uma placa de madeira. Não atrapalha no apoio quando eu estiver sentada e permite o uso de qualquer estampa na roupa de cama ou no papel de parede. E aí entramos na próxima questão… colocar papel de parede no quarto? Eu amo, mas o marido odeia. São as alegrias do casamento, hahahah!

Beijos!