Com o início de dezembro, relembrei as resoluções que eu tinha feito para 2015 e fiquei feliz ao ver que muitas estavam resolvidas ou no caminho certo. Mas nem sempre foi assim. Na verdade, só nos últimos dois anos tive algum sucesso com as minhas metas de ano novo. Antes disso, fazia objetivos mirabolantes e deixava tudo de lado quando retomava a rotina. Afinal, por que desejamos tanto mudar de vida no último dia do ano e abandonamos os planos em seguida?

Por muito tempo, eu recebia o novo ano com a esperança de que “alguma coisa ia acontecer”. Não mudava nenhum hábito, não fazia nada novo para alcançar meus objetivos. Contava com a sorte e, claro, nem sempre dava certo. Só quando eu assumi a responsabilidade pelos meus desejos é que os planos começaram a se desenrolar.

mensagem-de-ano-novo
Oh So Lovely

Pare um minuto para pensar: O que eu fiz para atingir as minhas metas de 2015? Algum projeto importante ficou abandonado? O que eu deixei de fazer? No próximo dia 31 de dezembro, em vez de escrever apenas a lista de resoluções, aproveite para detalhar os primeiros passos que você pretende tomar para conquistar cada uma delas. A mensagem de ano novo é começar já 🙂

O sonho de comprar uma casa ficou de lado em 2015? Então já comece 2016 disposto a economizar e com um plano de ação definido. A família vai cortar X passeios por mês para economizar Y e, depois de Z meses, dar entrada no imóvel. O mesmo vale para todo objetivo que exija uma boa quantia de dinheiro; viagens, trocar de carro, reformar a casa.

Com o passar do tempo, as minhas resoluções de ano novo foram ficando menos materiais e mais ligadas a hábitos e comportamentos. E essas pedem muita dedicação. Se livrar de um hábito ruim ou adquirir um positivo não é fácil. Já li que você precisa repetir a atividade pelo menos 30 dias seguidos para que ela entre no “automático”. É nessa hora que eu desisto, enrolo ou mesmo esqueço da meta.

Se você passa mesma situação, comece a questionar algumas atitudes. Se tal pessoa não te faz bem, por que você ainda quer se aproximar dela? Se aquele hábito negativo te distancia de um sonho, por que levá-lo adiante?

Pense também nos projetos que ficaram abandonados ao longo dos meses. O que aconteceu? Medo, desânimo, rotina apertada, falta de dinheiro para continuar? Quantos projetos você já largou por causa dos problemas? Quando estou pensando em desistir de algo, me pergunto: daqui a um ano, eu gostaria de ter começado hoje? Se a resposta for positiva, esqueça os problemas e corra atrás da mudança de vida que você busca.

E não estou falando só de mudanças grandiosas na vida. Pequenas adaptações na sua rotina já podem significar mais tempo com a família, menos dinheiro gasto ou menos stress.

A minha mensagem de ano novo (adiantada) é: não deixe para pensar na sua vida no último dia do ano. Faça planos com calma, pense no que funcionou em 2015, no que pode ser mudado em 2016. Eu faço questão de colocar meus objetivos no papel e recorro a eles quando falta inspiração.

Estou muito satisfeita com as conquistas de 2015 e já comecei a fazer a lista de 2016. Mas essa eu mostro mais pra frente!

Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *