Oi, gente!

Continuando o relato da nossa lua de mel pela Itália, vamos ao segundo dia em Roma. Bem perto do hotel onde nos hospedamos (Mercure Bologna) fica uma estação de metrô, mas nesse dia pegamos o ônibus na linha 62. Encasquetei que queria conhecer o Campo de Fiori, que fica um pouco longe do metrô. O ônibus nos deixou bem pertinho e fomos caminhando. Chegamos perto de meio-dia e a feira estava bem movimentada. Adorei as bancas de flores:

lua-de-mel-na-europa

Achei que seria uma feira tradicional, mas é bem turística. As barracas vendem produtos muito parecidos, quase sempre souvenirs que podem ser encontrados em outros lugares. Fui na esperança de comprar trufas ou temperos diferentes, mas nada me animou. Só essa caixa de morangos conquistou meu coração:

lua-de-mel-na-europa

Como fica pertinho da Piazza Navona, fomos caminhando até lá. A praça é muito bonita, mas lotada, então partimos para o Panteão. Passamos por lá no dia anterior, mas já estava fechado. O Léo ficou encantado com a parte externa, já imaginei que ele enlouqueceria lá dentro. A visita é gratuita e imperdível.

lua-de-mel-na-europa

Paramos para almoçar ali perto, o que eu não recomendo. Não tivemos boas experiências em restaurantes muito próximos dos pontos turístico com garçons que quase te puxam pelo braço. Mas esse foi o único com alguma opção de bolonhesa nas proximidades e o Léo estava desesperado por esse prato. Caminhamos rumo à Piazza di Spagna. No mapa parece tão longe, mas juro que dá para caminhar. Você vai olhando as vitrines, toma um sorvete, e pronto, chegou! Subimos os “spanish steps”, que estava todo enfeitado com flores (ah, a primavera!).

lua-de-mel-na-europa

Pouco antes dessa foto, tivemos um momento tenso na loja da Nespresso da praça. Me aproximei do balcão enquanto uma senhora era atendida e a vendedora disse apenas: I need privacy. Isso aqui é um banco, amiga? Não foi o primeiro nem o último fora da viagem de lua de mel, então OK. Voltando ao assunto. Depois de subir a escadaria e visitar a linda igreja Trinità dei Monti, você tem duas opções: descer e continuar pelo centro histórico ou andar um tantinho e conhecer a Villa Borghese. Ficamos com a segunda opção.

lua-de-mel-na-europa

 

Na primeira vez que estive em Roma, tentei de várias formas chegar nesse parque. Pelo mapa é difícil ter uma noção dos pontos de acesso e parece que dá para chegar pela Piazza del Popolo. Se dá eu não sei, mas não consegui de forma alguma. Dessa vez, pesquisei melhor e vi que dava para alcançar uma das entradas caminhando (bastante) depois de subir a escadaria da Piazza di Spagna. Não tem nada no caminho, então parece que vai dar errado. Mas logo chegamos e, nossa, que lugar lindo! É um parque com várias atrações, inclusive a Galleria Borghese. Caminhamos bastante e não chegamos nem perto de lá. Li que é preciso fazer reserva com antecedência para visitar o museu, então nem arriscamos. Só o passeio pelo parque já vale muito. Ficamos um bom tempo por lá descansando e tirando fotos.

lua-de-mel

Voltamos pelo mesmo caminho, descemos a escadaria e saímos da Piazza di Spagna pela Via della Croce. Já estava na hora do lanche e eu só tinha uma coisa em mente: o Pompi. AMO tiramisú, comeria todos os dias da minha vida. Só conheço um bom aqui em Brasília (Hostaria dei Sapori), então já cheguei na Itália com más intenções de comer até enjoar. Eu não conhecia o Pompi, mas foram tantas as recomendações que precisava provar. Eles vendem o tiramisú em uma caixinha de papelão para você levar. Os sabores são variados: tradicional, morango, frutas vermelhas e outros. Nem reparei porque estava louca pelo tradicional. Que delícia! É bem grande para uma pessoa só, mas fui forte e comi tudo :).

O dia foi cansativo e já estava na hora de voltar. Pra mim, lembrancinha de viagem é comida, então passamos por um supermercado perto do hotel. Não é todo dia que me aparece um pote de molho pesto por 3 euros, então aproveitei. Ainda perto do hotel descobrimos uma lanchonete de batata frita no estilo belga/holandês (servida no cone com molhos) e um bar com sorvete de nutella + arancini do tamanho de uma coxinha. O estrago foi surreal e nos arrependemos profundamente das escolhas feitas. Mas você está na Itália, não pode deixar essas oportunidades passarem!

Beijos!

1 comment on “Lua de mel na Itália – Roma”

  1. Ler sobre a sua lua de mel me faz lembrar da minha. Adorei a Itália. Roma é uma cidade muito gostosa.

    beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *