Recebi um comentário com uma dúvida que também surgiu logo no início do meu processo de destralhe do guarda-roupa: o que fazer com as roupas que não queremos mais? Essa pergunta costuma ter 3 respostas diferentes: doar, vender ou jogar fora.

Jogar fora é a última opção, só vale para aquilo que está rasgado ou sem condições de uso. Ainda assim, já li que abrigos para animais abandonados usam retalhos para fazer caminhas. Já doei lençóis e panos de prato bem velhos para um abrigo aqui de Brasília.

Muita coisa pode ir para doação e há várias entidades que precisam dessas peças. Boa parte dos meus destralhes vai para o bazar de uma igreja que conheço desde criança. Você também pode levar em abrigos ou buscar na internet grupos da sua cidade que recolham e façam a distribuição das roupas.

Aí sobram aquelas roupas que você usou pouquíssimas vezes ou nem tirou a etiqueta. Você pode recuperar uma parte do valor gasto vendendo essas peças. Sou fã de compras na internet, e encontrei no site Enjoei a maneira mais fácil de mandar as minhas roupas para quem realmente vai gostar delas.

Já vendi várias peças e fiz duas compras, por isso resolvi falar sobre a minha experiência no site. Se você quiser se cadastrar no site para conhecer melhor, use esse link: enjoei.com/c/elisalangsch. Você ganha R$ 20 na primeira compra e, eu, R$ 10 🙂

50

Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *