Categoria: Receita

Biscoito mais fácil da vida

Esse biscoito surgiu de um “destralhe” no freezer. Sabe quando você dá uma geral nas prateleiras para lembrar o que tem congelado? Nesse dia encontrei uma caixa de massa folhada e decidi fazer um biscoito rápido e servir para as visitas que passariam aqui em casa.

É o biscoito mais fácil da vida. Não chega nem a ser uma receita, está mais para modo de fazer. Mas dá um efeito lindo na mesa e todo mundo costuma gostar :). O primeiro passo é descongelar a massa folhada pelo tempo recomendado na embalagem. Separe alguns temperos para colocar no biscoito. Eu usei orégano, pimenta calabresa e sal grosso.

biscoito-fácil-massa-folheada

Eu gosto de abrir a massa com o rolo porque elas costumam vir bem grossas, com quase um centímetro de espessura. Abro até ficar com 0,5 cm, tentando manter o formato retangular. Corte a massa em tiras de um dedo de largura e coloque em uma assadeira. Não precisa untar, a massa já tem muita gordura.

Agora coloco os temperos em cada filete de massa, apertando de leve para que eles grudem na massa. Ainda passei o rolo levemente para garantir que eles estavam bem grudados. Ah! Quem gostar mais douradinho pode pincelar com ovo antes de colocar os temperos.

Aí é só colocar no forno a 180C e esperar 15 minutos. Tire a assadeira e deixe os biscoitos esfriarem. Vai ficar assim:

palitos-de-massa-folhada

Se você não for fã de pimenta, pode trocar por alecrim ou outra erva de sua preferência. A receita rende muito mais do que essa foto, tá? Coloquei poucos só pra ficar bonito 🙂 .

Imagina fazer esse biscoito com açúcar e canela? Vou tentar da próxima vez!

Beijos!

Mascarpone caseiro e tiramisú

Amo tiramisú, aquela sobremesa italiana com um toque de café, mas é difícil encontrar a receita tradicional nos restaurantes aqui de Brasília. Até hoje, só encontrei um lugar que serve um delicioso tiramisú: a Hostaria dei Sapori, um italiano autêntico que eu adoro. Só que a vontade de fazer essa sobremesa em casa continuava. A receita é simples, mas o ingrediente principal é caro e difícil de encontrar em supermercados comuns. O mascarpone é um queijo bem cremoso e serve como base em várias receitas.

Procurando por receitas de mascarpone caseiro, descobri que é muito fácil fazer. Encontrei a receita no Diário das Panelas e fui testar. Comprei uma garrafa pequena (470ml) de creme de leite fresco e misturei com o suco de um limão. Coloquei o creme em um pano de prato dentro de uma peneira apoiada em uma bacia (para recolher o líquido que cairia). Deixei a noite toda na geladeira e, no dia seguinte, o mascarpone estava pronto!

Para o tiramisú, bati na batedeira quatro gemas com 120g de açúcar de confeiteiro, até virar um creme. Acrescentei o mascarpone e misturei. Separe um prato bonito porque já está na hora de montar a sobremesa :). Faça um café forte e adoce. Usei a receita de café cremoso que saiu no Camarim Pop e ficou ótimo.Você pode incluir um pouco de licor de café, mas eu não tinha. Esperei o café esfriar um pouco antes de começar.

Coloque 1/3 do creme no prato. Aqui você vai usar uma caixa de biscoito champagne. Molhe metade dos biscoitos no café e monte uma camada. Nessa hora eu cometi um erro: deixei os biscoitos no café por muito tempo. Tem que ser rápido porque logo o biscoito começa a se desmanchar. O gosto de café ficou mais forte do que eu gostaria e os biscoitos ficaram meio molengas. Então siga a dica e passe o biscoito rapidamente pelo café, só para pegar um sabor.

Faça outra camada de creme, outra de biscoitos, e finalize com uma de creme. Cubra e coloque na geladeira por algumas horas, até firmar. Na hora de servir, é só polvilhar cacau em pó com a ajuda de uma peneira. O meu ficou molenga, mas uma delícia!

mascarpone-caseiro-receita-de-tiramisu

Na próxima tentativa vou deixar o tiramisú um pouco mais firme e com menos gosto de café. Apesar de eu amar a bebida, prefiro um sabor mais delicado nessa sobremesa. Com certeza farei essa receita mais vezes. Adorei poder fazer todo o processo em casa, sem precisar comprar o queijo mascarpone. Ficou delicioso! Já imagino montar o creme em porções individuais para um jantar e acrescentar umas lasquinhas de chocolate amargo depois do cacau. Sucesso na certa!

Se você testar a receita, me manda a foto do tiramisú. Vou adorar ver!

Beijos!

Pipoca sem óleo (e dando uma chance à Bela Gil)

Pipoca é o meu vício, meu lanche preferido. Como praticamente todos os dias, mas tive que adaptar a receita para evitar exageros. Há alguns anos cortei de vez a pipoca de pacote. Perdi o costume, hoje em dia mal consigo comer quando outra pessoa faz.

Passei para a pipoca tradicional de panela, usando uma pipoqueira. Mas a preguiça de lavar as panelas logo me fez correr atrás de outra estratégia. Descobri que o micro-ondas consegue fazer uma pipoca ótima com menos sujeira. Em uma vasilha de vidro (apropriada para micro-ondas) coloco o milho e um fio de óleo. Cubro com a tampa do micro ou filme plástico e coloco por 3 minutos e 30 segundos, geralmente. Fico de olho e desligo se parar de estourar antes. Depois coloco sal e o lanche está pronto!

Por muito tempo fiz essa receita, masss as coisas mudaram com a chegada dos 30 anos. Nos últimos exames, meu colesterol entrou na categoria “ok” e bateu aquela culpa. Não queria largar a pipoca, então eliminei de vez o fio de óleo. Troquei por uma colher de água, que também funciona muito bem. É claro que o gosto não é o mesmo, mas tudo é uma questão de costume. Da mesma forma que um dia eu amei aquela pipoca cheia de gordura do pacote, hoje não consigo comer. Então vamos nos acostumar à pipoca de água, gente!

Mas ainda faltava resolver um problema. Meu vício é por pipoca salgada comum, mas às vezes dá aquela vontade de comer a doce. Aí é um terror: minhas receitas preferidas misturam basicamente óleo, açúcar e chocolate em pó. Sem chance.

Deixei de preconceito e resolvi tentar uma receita de pipoca doce da Bela Gil. Não é que deu certo? Achei meio hippie usar óleo de coco para pipoca, mas preciso confessar que ficou mára! Amo rapadura, mas não tenho o costume de usar. Aqui em casa sempre tem melado de cana, então fiz uma substituição.  Olha que delícia:

pipoca-doce-de-coco

 

Ingredientes:
½ xícara de milho de pipoca
1 colher de sopa de óleo de coco
4 colheres de sopa de rapadura ralada (usei a mesma quantidade de melado de cana)
4 colheres de sopa de coco ralado

Modo de preparo:
Coloque o milho para estourar. Aproveite para fazer o teste da água no microondas. Em outra panela, coloque um pouco de óleo de coco, em seguida a rapadura (ou melado) e deixe derreter. Coloque o coco ralado e espere dourar. Quando ficar no ponto, jogue em cima da pipoca e misture.

Beijos!

Lanche da tarde *Ideias de cardápio*

Receber os amigos em casa é uma delícia, mas a festa não pode virar uma bomba para o bolso. Uma das minhas maiores dificuldades é chegar a um cardápio fácil de agradar a todos que fique dentro do orçamento. Encomendar tudo é a maneira mais fácil, mas nem sempre mais gostosa ou econômica. Gosto de fazer algumas coisas em casa e comprar outras, para não gastar tanto tempo na cozinha. Minha mãe trabalha com doces e isso facilita demais a vida: ela sempre faz bolos e outras sobremesas para as festinhas em casa.

Esta semana fizemos um lanche da tarde com a família para comemorar meu aniversário (30 anos, cof cof) e consegui economizar bastante. Separei algumas ideias de comidinhas doces e salgadas fáceis de fazer para você não gastar muito na próxima reunião em casa.

Eu AMO pasta de grão de bico, o famoso homus. Deixo os grãos de molho por uma noite e cozinho na panela de pressão. Bato no processador com sal, suco de um limão, meia cebola, uma colher de tahine (pasta de gergelim) e misturo azeite no final. Pode colocar um pouco de água se quiser uma pasta mais macia. Essa receita é mais fácil que sair de casa para encontrar homus pronto :). Comprei pães e servi também aquele cottage caseiro temperado. Fiz uma torta com essa massa de liquidificador do Panelaterapia com recheio de peito de frango desfiado, milho e requeijão. É só esperar esfriar e cortar em pedaços para servir. Delícia!

Agora vamos à parte boa: os doces! Minha mãe é craque no chocolate e fez essa parte. Mas garanto que você consegue fazer em casa tranquilamente. O morango está em alta aqui em Brasília (comprei 5 caixas por R$ 10), então aproveitei. A ideia é banhar as frutas limpas e secas no chocolate e esperar secar. Depois coloque em um prato bonito e pronto!

IMG_197613

Ali atrás dos morangos está o melhor bolo de churros da cidade (da minha mãe, claro :p). A outra ideia de doce é muito fácil e funcionaria lindamente em festas infantis. Compre seu biscoito recheado preferido (no caso foi Bono), banhe no chocolate e decore com confeitos. Fica meeega doce e tem milhões de calorias, mas eu amo!

biscoitos-ideias-para-festa-sem-gastar

Olha como fica uma gracinha. Você ainda pode usar palitos bem fininhos e fazer no estilo pirulito para decorar a mesa do bolo. Ainda fiz brigadeiros e a versão mini da torta bombom de morango. Usei potinhos de plástico e dessa vez não coloquei massa de bolo.

Gente, nessas épocas de crise é preciso ter muita criatividade. Não vamos deixar de nos reunir e comemorar datas especiais, certo? A solução que eu encontrei foi procurar ideias econômicas e gostosas.

Vocês têm alguma receita de lanche para compartilhar?

Beijos!

Torta bombom de morango fácil

A receita de hoje nasceu de uma espécie de aposta com a minha irmã. Ela comentou que precisava levar uma torta para a casa de uma amiga e eu disse que não sairia barato comprar pronta. Fui desafiada a fazer uma sobremesa bonita e gostosa para o dia seguinte. Se fizesse sucesso, ela me pagaria. Claro que faturei $$$, heheheh.

Naquele dia eu tinha comprado oito bandejas de morango, fruta que sempre rende doces incríveis. Lembrei de uma sobremesa maravilhosa servida na casa da minha amiga Rafa e adaptei até chegar a essa torta bombom delícia!

torta-bombom-de-morango

O ponto inicial é um bolo: faça o que você preferir, de caixinha ou não. Minha mãe trabalha com doces, então lá em casa sempre tem bolo no freezer. No dia da aposta dei sorte de encontrar um de massa branca, o sabor que mais combina com essa torta. Com o bolo pronto, vamos aos outros passos da torta bombom de morango.

Recheio

2 latas de leite condensado
2 colheres de manteiga

Nada mais fácil que brigadeiro branco, certo? Coloque tudo na panela e mexa até ganhar consistência. Como é um recheio, não precisa nem esperar o fundo da panela aparecer. Vai funcionar mais molinho mesmo.

Cobertura

2 barras de chocolate meio amargo
1 lata de creme de leite

Esse ganache também é moleza. Derreta o chocolate no micro-ondas (vá aos poucos, parando e mexendo a cada 30 segundos) e misture o creme de leite.

Como montar

Depois que o bolo esfriar, divida-o ao meio com uma faca comprida. Não precisa ser ganhador do MasterChef, gente, é só cortar o coitado com atenção que dá certo. Você pode montar a torta bombom no estilo naked cake, mas eu fiquei com medo de desmoronar e usei um recipiente de vidro. Coloque a primeira metade do bolo, depois faça uma camada de brigadeiro branco. Por cima, coloque muitos morangos fatiados. Mais bolo, mais brigadeiro, e mais morangos. Aí é só finalizar com o ganache. Você pode colocar a torta bombom na geladeira, mas tire um pouco antes de servir. O ganache endurece na geladeira, fica um pouco estranho.

Tentem, a torta bombom de morango é uma das melhores sobremesas do mundo :).

Beijos!

Receita: french toast para o café!

O café da manhã é definitivamente a minha refeição preferida. Adoro testar receitas diferentes para o fim de semana, quando temos tempo de comer com calma. Já dei a receita das panquecas e hoje a minha sugestão é fazer french toast. Essa “quase rabanada” é antiga na minha vida: fazia muito quando era criança, mas perdi o hábito. Esses dias acordei com vontade de um café gordinho e lembrei dessa receita.

FullSizeRender (2)

Não é bem uma receita, e sim um modo de fazer. É tão fácil que não tem medidas certinhas, vai no olho mesmo. Em um prato fundo quebro um ovo e acrescento uma colher de açúcar mascavo (o branco também funciona), canela, essência de baunilha, uma pitada de noz moscada e leite. Mas quanto de leite? Para um ovo, chuto 1/4 de xícara. Não se preocupe com a falta de regras, a torrada vai ficar uma delícia de todo jeito.

Usei pão italiano, mas você pode escolher o que preferir. Passe os dois lados de cada fatia na mistura e coloque em uma frigideira quente com um pouco de manteiga, para não grudar. Não deixe o pão nadando na mistura por muito tempo, vai virar uma meleca.

Frite dos dois lados até ficar levemente torrado e pronto. Decorei com calda de caramelo e gotas de chocolate, mas pura ela já é maravilhosa! Aproveitando meus últimos dias com 20 e poucos anos, comi tudo sozinha. Depois dos 30 a coisa desanda, né?

Beijos!

Receita: Panquecas americanas

Oi, gente!

A receita que eu mais faço na vida sem dúvidas é a de panqueca americana para o café da manhã. Sabe quando você decora os ingredientes e faz tudo no olho? É o meu caso com essas panquecas! Gosto dessa receita porque não tem como dar errado e quebra o maior galho quando acordo com vontade de algo diferente.

Elas vão bem com tudo: mel, geleia, nutella, banana, calda de frutas. Mas a minha combinação preferida é manteiga+melado (ou calda de caramelo). Amo ver a manteiga derretendo na pilha de panquecas douradas, igual desenho animado (hahahah!). A receita rende de 6 a 8 unidades, dependendo do tamanho. Costumo colocar uma concha pequena de massa de cada vez para não ficar muito grande. Facilita na hora de virar!

Vamos aos ingredientes:

FullSizeRender (2)

1 ovo
2 colheres de sopa de óleo
1 xícara de chá de leite
1 colher de café de essência de baunilha
1 pitada de sal
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de café de bicarbonato de sódio
1 xícara de farinha de trigo

Como fazer:

Misture o ovo, o óleo, o leite e a essência de baunilha. Adicione o sal, o açúcar, o fermento e o bicarbonato. A partir daí ligo o mixer e vou adicionando a farinha aos poucos. Pode fazer com liquidificador, mas o mixer faz menos sujeira. Depois é só esquentar uma frigideira e colocar uma concha pequena de massa por vez. Gosto da panqueca pequena e gordinha, então não espalho a massa na frigideira. Quando ela ficar dourada de um lado, é só virar com a ajuda de uma espátula. Pode ser difícil nas primeiras tentativas, mas logo você fica craque. O resultado vai ficar parecido com esse:

FullSizeRender

Agora é só fazer um chá e seu café da manhã ou lanche da tarde está pronto :).

Beijos!

Queijo cottage fácil em casa

Oi, gente!

Uma das minhas comidas preferidas é pão, como quase todos os dias. Sempre comi com requeijão, cream cheese, creme de ricota e variações. Comecei a prestar mais atenção nos rótulos desses produtos e fiquei incomodada. Para piorar, o preço desses produtos está absurdo! Fui atrás de alternativas para comer com o pão de manhã ou no lanche da tarde e a primeira opção testada foi homus, aquela pasta de grão-de-bico.

É uma delícia, mas dá um certo trabalho e o sabor não é tão neutro como o requeijão. Acaba enjoando com o tempo. Deixei o homus para ocasiões especiais e continuei atrás de algo para o dia a dia. Encontrei a solução no Panelaterapia: uma receita fácil de queijo cottage. É tão fácil que não tinha como dar certo, pensei…mas ficou ótimo! Faço pelo menos uma vez por semana e nunca mais paguei R$ 7 em um potinho de cream cheese :). A receita é simples. Coloque um litro de leite para ferver. Até hoje só fiz com leite integral, não sei o resultado com outros tipos. Quando levantar fervura, desligue o fogo e acrescente vinagre branco aos poucos. Coloque uma colher de cada vez e misture. Depois de algumas colheres (pra mim 4 já funcionam, mas alguns tipos de leite precisam de mais), a parte sólida vai se separar do líquido.

IMG_3946

Não pense que estragou, é assim mesmo! Deixe a panela quieta por uns 15 minutos. Depois, pode misturar sal. E aí é só colocar na peneira para tirar a água. Eu gosto de temperar o queijo cottage com orégano e um pouco de azeite. Guardo em um pote com tampa na geladeira. Olha que delícia:

IMG_3950

O queijo cottage caseiro é leve e tem sabor neutro, então você pode temperar com qualquer coisa. E a melhor parte é saber exatamente o que você está comendo, sem ingredientes com nomes complicados :). Ah, fiz com leite de caixa e de saquinho e o resultado foi o mesmo. Na próxima vez vou pesar o queijo cottage pronto para comparar o custo com um pote de requeijão e ver quem ganha.

Aproveitem a dica!

Beijos!