Categoria: Receita

Tempero pronto para o mês | Alho e ervas

Desde que me mudei e fiquei responsável por fazer meu almoço todos os dias, comecei a procurar maneiras de facilitar essa rotina na cozinha. Uma das ideias que me ajudou muito foi fazer um tempero pronto de alho e congelar ervas. Só de não ficar com aquele cheiro de alho nos dedos dia após dia, já é um sucesso, hahah!

Gosto de deixar o alho batido na geladeira e ter sempre um pouco de cheiro verde e manjericão no freezer. Todos são essenciais na minha cozinha, uso em tudo que é prato. Além da facilidade, é uma maneira legal para não desperdiçar os alimentos. Quem nunca perdeu um maço de salsinha? Sempre acontecia comigo!

Para o tempero de alho, eu bati 4 cabeças, azeite, meia colher de sobremesa de sal e meia de orégano. O orégano é opcional, mas eu gosto bastante de usar. Bato tudo no processador e guardo em um pote de vidro, dura o mês todo tranquilamente.

No vídeo, eu mostrei o passo a passo do tempero pronto de alho e como lavo e congelo as ervas. É muito simples e vai quebrar o maior galho no seu dia a dia!.Ah, no vídeo eu não mostrei, mas é importante lavar as folhas depois de tirá-las da água sanitária, tudo bem?

Beijos!

5 preparos diferentes na Airfryer

Sou fã declarada da air fryer, a famosa fritadeira sem óleo, uso a minha praticamente todos os dias. Ela é vendida com a promessa de fazer frituras, mas aprendi que é possível fazer muitas outras receitas. Aqui em casa é assim: tudo que poderia ir ao forno, eu texto na air fryer. E quase sempre funciona! Hoje em dia fazemos praticamente todas as carnes na máquina. Filé de frango, carne vermelha, carne de porco, asinha, linguiça, coração, e o que mais aparecer.

A minha air fryer é da Mondial, modelo AF-01. Gosto muito porque ela é toda de inox por dentro, o que facilita a limpeza. A cesta é toda em teflon e um pouco difícil de limpar por conta das fretas nas laterais. Para não danificar o teflon, eu lavo sempre com aquelas esponjas que não riscam. Se ela estiver muito suja (após o preparo de carnes gordurosas, geralmente), deixo de molho com detergente e água quente.

Sei que a air fryer passou a ser essencial na minha rotina de cozinha nesse último ano e, nesse tempo, testei vários preparos rápidos nela. Mostrei em vídeo como faço 5 lanches rápidos e deliciosos! Logo abaixo está a descrição completa dos preparos.

Torradas:

Pode usar qualquer tipo de pão fatiado. Deixei na potência máxima (200 graus) por 3 minutos e abra a cesta. Se precisar, deixe mais 1 ou 2 minutos.

Pão de queijo:

Já testei várias marcas de pão de queijo pronto congelado e sempre deu certo. Ainda não fiz uma receita caseira para testar. O congelado eu coloco a 180 graus por 10 minutos e abro a cesta. Se estiver muito clarinho, deixo mais 3 minutos.

Pastel:

Use a massa pronta de sua preferência. Eu usei queijo e orégano para o recheio, mas as opções são infinitas: creme de frango, requeijão com milho, doce de leite, carne, etc. Feche o pastel com um garfo e espalhe uma gota de óleo na massa. Ligue a máquina por 5 minutos a 200 graus.

Amendoim:

Misture meio saco de amendoim com casca (250 gramas) com 1 colher de sopa de óleo e 1 colher de sopa de água. Acrescente os temperos de sua preferência. Eu usei sal, páprica picante, curry e lemon pepper. Misture tudo e coloque na cesta a 200 graus por 15 minutos. No caso do amendoim, é muito importante abrir a cesta e mexer bem pelo menos 3 vezes durante esse tempo. Se você deixar 15 minutos direto sem abrir, o amendoim do canto vai torrar e o do meio continuará cru.

Bolinho de banana:

Bata no liquidificador 1 banana, 1 ovo, 1 colher de sopa de farinha de trigo, 1 colher de sopa de farinha de amêndoas, 1 colher e meia de sopa de óleo, 1 pitada de canela, extrato de baunilha a gosto, 1 colher de sopa de açúcar e meia colher de chá de fermento. Depois é só colocar nas fôrmas de silicone, que aguentam a air fryer tranquilamente. Você pode usar uma fôrma maior, xícara ou outro recipiente que vá ao fogo. Assei a 160 graus por 10 minutos.

Beijoa!

 

Hambúrguer caseiro na Air Fryer

Essa receita de hambúrguer caseiro na air fryer é clássica lá em casa. Ela é muito simples e o hambúrguer pode ser congelado ainda cru. Na hora de comer, é só tirar do freezer e colocar direto na air fryer (ou na frigideira), não precisa nem descongelar. Você pode montar um sanduíche tradicional ou comer no prato com os acompanhamentos, como eu gosto de fazer. Fica uma opção prática e barata de carne para as refeições do dia a dia. É muito mais gostoso e saudável que o hambúrguer comprado pronto no mercado! Espero que gostem do vídeo 🙂

hamburguer-caseiro

Beijos!

Como ficou meu extrato de baunilha caseiro

Lembram do extrato de baunilha que fiz em junho e mostrei aqui para vocês? Está lindo e super perfumado! Queria mostrar a evolução do extrato, que começou bem clarinho e agora está super apurado.

O extrato é super simples de fazer, é só partir as favas de baunilha e completar o pote com vodka. Depois de 3 meses, o meu ainda tem um pouco do cheiro da vodka, mas já consigo usar. Acho que em dois meses ele perderá completamente o cheiro da bebida e ficará um extrato perfeito! Olha a diferença de junho para cá:

 

como-fazer-extrato-de-baunilha

img_5892

img_5896

Guardo o potinho na prateleira de temperos que tenho na cozinha, longe do sol. Por enquanto isso tem funcionado muito bom, não percebi nenhuma alteração de sabor nos condimentos. Usei esse potinho decorado, mas você pode usar um vidro de geleia ou qualquer outro que fique bem vedado.

Estou adorando ter um extrato caseiro e não vejo a hora dele ficar totalmente pronto 🙂

Beijos!

Como congelar legumes e outros

Vocês sabem que eu adoro cozinhar, mas nem todo dia sobra tempo ou disposição para fazer algo diferente. Sempre tenho alimentos congelados para ajudar nos dias de pouca inspiração na cozinha. Comecei com o básico, congelando carnes, e fui avançado na área, testando o que dava certo com cada alimento. Hoje quero contar para vocês como congelar legumes, frutas e outros tipos de comidas.

O espaço do congelador da minha geladeira (saiba mais sobre a Electrolux modelo DW42X) é ótimo, mas não é um freezer completo, né? Então tive que me adaptar para otimizar o espaço e congelar porções que evitassem o desperdício. Ainda estou aprendendo, mas já tenho boas experiências para contar. Então vem aprender como congelar legumes e outras comidinhas!

Brócolis e couve-flor
Esses não faltam no meu freezer! Já expliquei como usar os talos e folhas do brócolis, e sempre tenho um saquinho com eles. Mas também gosto de congelar a parte nobre do brócolis, das ‘flores’ (não sei se são flores mesmo…). Limpo bem o brócolis, coloco os pedaços no vapor (no micro-ondas também funciona bem), e tiro quando ainda estão durinhos. Deixo na água fria para interromper o cozimento, seco e congelo nos saquinhos. Na hora de usar, é só tirar quantos ramos você quiser. Muitas vezes complemento meu almoço do dia com pedaços de brócolis com sal e azeite. Funciona bem para montar as marmitas que levo para o trabalho, já que os ramos já estão cozidos e é só esquentar e comer.

Gengibre
Outro vegetal que adoro, mas não consigo usar por inteiro e acabava ficando ressecado na geladeira. Hoje eu prefiro comprar um bom pedaço de gengibre, usar o necessário e congelar o restante. Corto em pedaços pequenos, descasco e congelo em um potinho. Assim, posso tirar só um pedaço para usar em sucos ou outras receitas.

Frutas
Acho que as frutas ocupam a maior parte do espaço no freezer! Amo ter frutas congeladas, especialmente porque adoro fazer sucos. Agora estamos na temporada dos morangos e já fiz meu estoque no freezer. Lavo os morangos, tiro as folhas, deixo secar bem e coloco em um tabuleiro para congelar. Depois de congelado, coloco todos juntos em um saco. Assim, evito que grudem uns nos outros. Dá para usar em sucos, geleias, caldas, bolos e outras receitas. O abacaxi também funciona muito bem congelado! Descasco, corto em pedaços menores e primeiro congelo no tabuleiro, assim como os morangos. Tenho até meus kits de suco verde, que já mostrei no Snapchat (me segue por lá; ELISALANGSCH). No mesmo saquinho, coloco duas fatias de abacaxi, um pedaço de gengibre e uma folha de couve. De manhã, é só tirar do freezer e bater com água. Café da manhã delicioso e prático! Também congelo a polpa do maracujá para fazer suco, é bem melhor que comprar pronta.

como-congelar-legumes

Hambúrguer caseiro
Faço a mistura básica de patinho moído (duas vezes, de preferência), sal, pimenta do reino e cebola em pó. Quando estou sem a cebola, uso aquelas misturas prontas para creme de cebola. Funciona muito bem, mas fica menos saudável, né? Muitas receitas incluem ovo, mas não vejo necessidade de usar. Amasso bem a carne, e uso um copo com a boca larga para cortar as rodelas certinhas. Faço pilhas de 4 hambúrgueres, colocando um plástico entre cada um para não grudar. Deixo no saquinho próprio para freezer e pronto! Na hora de usar, é só tirar quantas unidades você quiser e colocar na air fryer, frigideira ou forno. É uma mão na roda e fica muuuito mais gostoso que o hambúrguer industrializado.

Tapioca
Gosto de comprar no mercado aquela massa pronta pra fazer tapioca, mas é impossível comer o saco inteiro sozinha, e ele acaba estragando. Assim que chego do mercado, abro a embalagem e divido em porções individuais nos saquinhos de congelamento. Costumo deixar 3 colheres de sopa, o suficiente para uma crepioca ou tapioca tradicional. Essa descongela num instante, então nem precisa tirar do freezer na véspera.

Pão de fôrma
Outro item difícil de consumir a tempo em uma casa com poucas pessoas. Aquela embalagem grande do mercado acaba estragando lá em casa, por isso prefiro congelar. Divido o pão em 3 partes e coloco cada uma em um saquinho. É só tirar do freezer, esperar descongelar e consumir normalmente. Na casa da minha mãe, ela comprava vários pães, colocava direto no congelador e ia usando ao longo do mês. É uma estratégia boa para famílias com 4 pessoas ou mais!

como-congelar-legumes

Arroz branco/integral
Sempre fazemos uma quantidade boa de arroz para congelar o que sobrar. Faço normalmente, espero esfriar e distribuo nos sacos plásticos. Não temos o hábito de comer arroz todos os dias, então prefiro congelar do que desperdiçar as sobras. Fora que ajuda muito naquelas horas de fome+preguiça. É só tirar um saquinho de arroz, um de brócolis, colocar um hambúrguer na air fryer, e o almoço está pronto! Só vai sujar um prato 🙂

Carnes
Essa é clássica, né? Gosto de comprar sassami de frango e alguns bifes e congelar individualmente no saquinho. Consumimos mais carne de porco que de boi, então nunca falta uma picanha suína no freezer.

Beijos!

Brownie fit sem farinha nem leite

Confesso que torço o nariz para várias receitas “fit” ou ingredientes muito saudáveis. É puro preconceito, porque nunca provei a maioria delas, mas fico super desconfiada com algumas adaptações. Não foi diferente quando uma amiga veio com essa receita e brownie sem farinha nem leite. Esses ingredientes são substituídos pela biomassa de banana verde. A Larissa me garantiu que o brownie fit tinha ficado melhor que o tradicional! Como ela é uma boleira experiente, confiei. Ela foi lá em casa em um sábado e fizemos esse bolo incrível!

Para provar que o brownie fit fica igualzinho o original, chamei o marido para um “teste cego”. Ele comeu o bolo feliz, sem saber do que se tratava, e jurou que tinha farinha. Mas era a famosa biomassa de banana verde, que também é bem simples de fazer. Você coloca a banana com casca na pressão, depois amassa a banana e o resultado é uma massa praticamente sem gosto, podendo ser usada em receitas doces e salgadas.

Se você quiser tirar totalmente a lactose do brownie fit, é só usar um chocolate com maior teor de cacau e sem lactose, claro. Acrescentamos nozes na receita, mas você pode usar a castanha que preferir.

Gravamos o passo a passo e a Larissa explicou cada detalhe:

Beijos!

A frigideira ideal

Cozinhar é uma das coisas que eu mais gosto de fazer na vida! E nada como ter bons utensílios de cozinha para fazer as minhas receitas. Meu novo objetivo é encontrar a frigideira ideal; que esquente por igual, não deixe a comida grudar e precise do mínimo de óleo para funcionar bem.

Atualmente, tenho 2 frigideiras pequenas e uma grande. Todas elas me dão trabalho, por motivos diferentes. As pequenas são muito leves e viram com facilidade no fogão, o que é um perigo. Já vi uma omelete inteira ir para o chão sem nem encostar no cabo da frigideira. Fora isso, o antiaderente não é dos melhores e quase tudo gruda.

A frigideira grande veio com revestimento cerâmico e a promessa de que nada grudaria, mesmo sem óleo. Nada feito! Quase sempre o alimento gruda no fundo. A cerâmica é bem fácil de limpar, mas não compensa o stress que é ter que colocar óleo na frigideira e ver tudo grudar. Resolvi pesquisar sobre materiais diferentes para frigideira e fiz um mini guia para ajudar a escolher a melhor!

public-domain-images-free-stock-photos-high-quality-resolution-downloads-around-the-house-18-1000x666

Teflon

Esse revestimento antiaderente é muito comum em todos os tipos de panela, especialmente na frigideira. A promessa é de que o material não deixa o alimento grudar, mesmo com o uso de pouco óleo durante o cozimento. O teflon também promete ser fácil de limpar e dar mais resistência às panelas. O teflon foi descoberto por acaso em 1938 em uma experiência de laboratório. O tal “politetrafluoroetileno” não tem utilidade só na cozinha: é usado em processos industriais, no setor aeroespacial e nas comunicações. O ponto negativo é que não dá para usar utensílios de metal nesse tipo de frigideira, ou o material pode começar a riscar. O antiaderente também não resiste à palha de aço ou ao lado mais áspero da esponja de cozinha. A fabricante recomenda nunca deixar a penal vazia no fogo aceso. Lembrando que “Teflon” é uma marca e hoje existem variações no mercado, ok?

Alumínio

É um material barato, mas tenho a impressão de que o alimento gruda muito em panelas simples de alumínio. Além disso, há controvérsias sobre a segurança no uso desse material. Estudo da USP mostrou que alimentos preparados em panelas de alumínio podem absorver metais durante o cozimento e afetar a saúde. Em testes com arroz e feijão, os pesquisadores encontraram quantidades excessivas do metal. No cozimento do arroz por 10 minutos na panela de alumínio, a concentração do metal quase dobrou. A transferência é muito parecida no caso das panelas de aço inox. No entanto, o inox também passa nutrientes importantes, como o cromo.

Cerâmica

A frigideira com revestimento de cerâmica pode ser utilizada para a preparação de alimentos que necessitam de temperaturas mais elevadas. Já o alumínio e o teflon podem ser danificados em temperaturas muito altas. Elas conservam muito bem o calor, e isso eu já reparei na minha panela da Le Creuset, feita de ferro e cerâmica. Se você for comprar a frigideira de cerâmica, escolha uma de ótima qualidade para garantir que o material utilizado na fabricação não contamine os alimentos. Esse material é super fácil de limpar. A cerâmica ainda tema vantagem de ser linda! Existem frigideiras e panelas de todos os formatos e cores, dá para montar um kit lindo!

Ferro

O uso de frigideiras ou panelas de ferro tem o benefício da liberação do mineral para os alimentos. São bem pesadas e guardam o calor por bastante tempo. Exigem cuidados especiais na limpeza e para evitar a ferrugem. Não tem a característica antiaderente, então pode ser mais difícil de usar.

 

 

Ainda não tomei uma decisão, mas estou muito tentada a comprar uma frigideira de tamanho médio, bem pesada e com um bom material antiaderente. Uma amiga me contou de uma que leva pó de diamante na composição e não gruda nada. Ela disse que o ovo frito desliza de um lado a outro da frigideira, o que me deixou muito animada! O preço é bem alto, então quero pesquisar melhor antes de comprar.

Qual você usa em casa? Quero indicações dos melhores modelos!

Beijos!

Air Fryer Mondial | Filé de frango diferente

De todos os eletrodomésticos que ganhei para a casa nova, o mais usado é a air fryer Mondial! É o único eletro que fica na bancada, de tanto que usamos (o restante fica guardado nos armários). Comecei fazendo batata frita congelada e fui testando novas receitas aos poucos. Hoje faço todo tipo de legume, asso pizza, pão de queijo, salgadinhos, hambúrguer e carnes. A minha última descoberta foi esse filé de frango com crosta de castanha que fica pronto em 12 minutos na air fryer!

Vi essa receita no snapchat de uma amiga (aliás, me sigam por lá: elisalangsch) e corri para fazer. Ficou delicioso e já quero repetir! Usei castanha de caju, mas você pode inovar com castanha do pará, amêndoas ou o que tiver em casa.

IMG_5691

A minha air fryer é da Mondial, com interior em inox. Na época em que estava pesquisando, vi vários modelos diferentes: alguns com o interior em plástico, outras com a cesta interna de arame fininho. Acabei escolhendo a air fryer Mondial, que tem a cesta de inox também. Ela tem quase 4 meses de uso e continua funcionando perfeitamente! Recomendo de olhos fechados para quem procura praticidade na cozinha.

air-fryer-mondial

Air fryer Mondial IMG_5676

Já me perguntaram se ela consome muita energia, mas não reparei em nada exagerado na conta de luz. Como a air fryer Mondial frita ou assa os alimentos em pouco tempo, acaba não gastando tanto quanto o forno elétrico. Ela quebra o galho para assar pão de queijo congelado (10 minutos), assar pizza da padaria (5-8 minutos) e já fizemos até misto quente.

Agora vamos à receita do frango:

  • filés de frango
  • ovo
  • castanha de caju
  • sal, pimenta do reino e os temperos que você preferir

Bata as castanhas no processador até quase virar uma farinha. Em um prato, bata com um garfo o ovo e acrescente os temperos de sua preferência. Empane os filés no ovo temperado, e depois na farinha de castanha. Aí é só colocar de 10 a 12 minutos em potência máxima na air fryer! Gravei o passo a passo completo:

Beijos!

Biscoito de canela fácil!

O fim de semana foi de muita preguiça por aqui. O carro não saiu da garagem e o mais longe que eu cheguei foi na esquina de casa conferir uma festa junina. Aproveitei esses dias para gravar vídeos, arrumar vários cantinhos da casa, fazer faxina, passar roupa e descansar bastante. Aproveitei o tempo livre para testar uma receita de biscoito de canela e o resultado foi delicioso! No fim da tarde de domingo, fiz um café e tomamos com esses biscoitinhos maravilhosos e super fáceis de fazer.

biscoito de canela

Infelizmente não lembro de onde tirei essa receita de biscoito de canela (se alguém souber, me avisa que dou os créditos).

INGREDIENTES

1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de amido de milho
1/2 xícara de açúcar
1 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de essência de baunilha
120g de manteiga amolecida
Leite até dar ponto (de 3 a 6 colheres).

Misturei todos os secos, a manteiga e aquela essência de baunilha que eu fiz esses dias. Acrescentei o leite aos poucos, até conseguir uma massa fácil de fazer bolinhas.

Coloquei as bolinhas na fôrma (não precisa untar) e achatei cada uma com um garfo. Se você quiser, pode fazer com o cortador de biscoitos. Levei ao forno (elétrico) a 200º. Para saber quando o biscoito de canela está pronto, vire um deles e veja se a parte de baixo está escurinha (não torrada). O biscoito de canela só vai endurecer por completo fora do forno, então não adianta apertar por cima para saber se ficou pronto.

biscoito de canela

Tirei os biscoitos da fôrma e deixei esfriando em um prato. Eu amo canela, por isso adorei o sabor bem pronunciado dos biscoitos. Se você prefere um sabor mais sutil, é só colocar um pouco menos. Na próxima tentativa de fazer esse biscoito, quero diminuir a farinha de trigo e aumentar a Maizena. Gosto de biscoito bem esfarelento, que dissolve na boca, sabe? Acho que consigo esse efeito mudando um pouco a proporção desses dois ingredientes.

Essa receita rendeu duas fôrmas cheinhas de biscoito! Comemos no café da tarde e ainda sobrou bastante para a semana 🙂 Sem falar no cheirinho delicioso de canela que ficou na casa o domingo todo!

Beijos!

 

Como fazer extrato de baunilha

Esses dias mostrei lá no canal como fazer panquecas para café da manhã e usei um pedaço de fava de baunilha na receita. Ganhei duas favas da minha mãe e estava louca para testar. Aproveitei para inaugurar uma delas nas panquecas e nos comentários sugeriram que eu fizesse uma essência caseira.

Fui pesquisar o passo a passo e, para a minha surpresa, é super simples! O mais difícil aqui vai ser conseguir as favas, mas já vi que elas são vendidas no Mercado Livre. Se na sua cidade tiver um “mercadão” ou loja de alimentos importados, tente encontrar a fava por lá.

Com as favas em mão, separei um pote de vidro e fui atrás de uma garrafa de vodka. É só isso! Segue o passo a passo de como fazer extrato de baunilha:

como fazer extrato de baunilha

Com uma faca, eu parti as favas ao meio e raspei as sementinhas. Você pode usar as sementes para fazer outra receita e aproveitar só as cascas no extrato, mas preferi colocar tudo junto para conseguir um sabor bem pronunciado da baunilha. Coloquei tudo no potinho, enchi de vodka e fechei bem.

extrato de baunilha ess~encia de baunilha

Tirei a foto assim que terminei de fazer, por isso a vodka ainda estava transparente. No segundo dia ela já começou a pegar cor e está um caramelo lindo! Li que ela pode ser usada a partir de 2 meses, mas vai se aprimorando com o tempo. Vou deixar o meu extrato de baunilha bem quietinho por alguns meses, depois faço o teste para ver se ficou bom. Espero aguentar de curiosidade até lá!

Beijos!